Anterior1 de 3Próximo

Portugal inicia esta segunda jornada com a ambição de chegar à liderança do grupo, que até ao momento permanecia sobre a Bielorrússia, depois do desafio onde ambas as seleções venceram Gibraltar – a diferença é que enquanto a seleção portuguesa conseguiu vencer por 4-0, a seleção adversária venceu por 10.

Após ouvidos os hinos dos respetivos países a serem representados, dá-se o inicio de jogo. Nos primeiros minutos, Portugal domina o jogo e a posse de bola, no entanto sem criar perigo iminente para a baliza adversária. A primeira oportunidade de golo surge aos 12 minutos quando Miguel Luís enche de força o seu pé esquerdo para o remate na cabeça da área mas, sem grande sucesso, apenas atinge o poste. Novamente aos 15 minutos, nova oportunidade de Portugal, bola de Vítor Ferreira para Jota, que falha remate lateral. Aos 20 minutos, passe de Vítor Ferreira para Jota na ala direita que cruza para Rafael Leão na área, outra chance desperdiçada pela equipa portuguesa.

A grande oportunidade da equipa da Bielorrússia dá-se aos 39 minutos quando o cartão amarelo de Thierry Correia origina espaço de ação para a equipa adversária, gerando uma reposta por parte de Diogo Costa que entra igualmente em ação no jogo.

Antes do final da primeira parte ainda surgem possibilidade para a equipa portuguesa se colocar em superioridade no marcador, aos 44 minutos, canto batido por Jota para a área onde encontra Diogo Leite que ganha a bola nas alturas e cabeceia para defesa de Pavlyuchenko.

A segunda parte do tempo regulamentar demonstra-se mais fraca e menos ativa. O golo português surge perante uma falha defensiva onde Rafael Leão se mostra rápido e capaz, o marcador está aberto. Aos 79 minutos, existe uma nova tentativa de golo mas sem sucesso. Já no final do jogo, no primeiro minuto de compensação dos quatro dados, golo de Dany Mota, Baró pelo corredor central isola o português que contorna o guarda-redes e inicia golo.

A seleção da Bielorrússia não apresentou nenhuma oportunidade evidente de golo e acabou por sofrer golos nas mãos da seleção das quinas. Atualmente, Portugal é líder do grupo, após merecida vitória.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Bielorrússia: Pavlyuchenko, Kuchinski, Shkurdyk, Lukashevich, Shevchenko, Vegerya (78′ Anton Susha), Volkau (69′ D. Grechyshkin), Artem (81′ A. Petrenko), Shkurin (74′ K. Kirilenko), Podstrelov (80′ P. Sedko) , Myakish.

Portugal: Nuno Santos, Rafael Leão (77′ Dany Mota), João Filipe (84′ Romário Baró), Domingos (58′ Trincão), Vítor Ferreira, Miguel Luís, Nuno Tavares (45′ Rúben Vinagre), Diogo Leite, Diogo Queirós, Thierry Correia, Diogo Costa.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários