Passado um mês desde o último encontro de seleções, a equipa das quinas volta a reunir-se para um duplo compromisso frente às seleções da Lituânia e do Luxemburgo a contar para a qualificação para o Europeu de 2020. Fernando Santos anunciou há pouco os 25 convocados. Destaque para a chamada de Éder, Jota e Gonçalo Paciência.

Depois da onda de lesões que tem atingido os jogadores portugueses, casos de William Carvalho, André Gomes, João Félix, Rafa e Gonçalo Guedes, o selecionador viu-se obrigado a fazer algumas alterações face à convocatória anterior.

Começando pela baliza, o engenheiro foi fiel às suas convicções e manteve os mesmos três guarda-redes que levou para os compromissos anteriores, Rui Patrício, Beto e José Sá.

No setor defensivo, Fernando Santos também não fez qualquer alteração. Nélson Semedo e Ricardo Pereira foram os escolhidos para a lateral direita, enquanto que a da esquerda ficou encarregue a Raphael Guerreiro e Mário Rui. Já o centro da defesa será da responsabilidade de Pepe, José Fonte e Rúben Dias.

Com o avançar no terreno surge a primeira mudança. Se na convocatória anterior o selecionador nacional optou por levar oito médios, desta vez e face à lesão de William Carvalho optou por levar apenas sete e guardar a outra vaga para um avançado. Deste modo, os escolhidos são Danilo Pereira, Rúben Neves, Bernardo Silva, Bruno Fernandes, João Mário, João Moutinho e Pizzi.

Gonçalo Paciência é novidade nos convocados de Fernando Santos
Fonte: Eintracht Frankfurt

Na linha mais avançada, estão as grandes mudanças operadas pelo engenheiro. De destacar a chamada de Éder. O herói do Europeu de 2016 está de volta depois do bom inicio de época que tem feito no clube moscovita. Outro dos grandes destaques é a chamada de Gonçalo Paciência. Depois de um inicio de época avassalador, o avançado do Eintracht já há algum tempo justificava a convocatória. Atual terceiro melhor marcador da Liga Alemã, Gonçalo está inclusivamente nomeado para melhor jogador do mês de Outubro na Bundesliga, esperemos que a boa forma continue agora de quinas ao peito. Além dos dois pontas de lança acima referidos, a outra novidade foi o extremo do Wolverhampton Wanderers FC, Diogo Jota, que entrou para o lugar do também lesionado Rafa Silva. Os restantes avançados que o selecionador nacional terá à sua disposição são Bruma, Daniel Podence, André Silva e Cristiano Ronaldo.

Com a obrigação de ganhar para consolidar o segundo lugar do grupo e consequente qualificação, serão estes os 25 jogadores que integrarão a comitiva portuguesa rumo ao objetivo da qualificação para o Europeu de 2020. A primeira partida será disputada daqui a uma semana, no estádio do Algarve, frente à Lituânia.

 

 Foto de Capa: Site Federação Portuguesa de Futebol

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários