Terminada mais uma época desportiva ao nível dos clubes, todo o universo do futebol se centra agora no Mundial da Rússia.

Portugal, inserido no grupo B, estreia-se no segundo dia de competição, frente à Espanha. No entanto, a preparação da Seleção Nacional já há muito teve início. Um mês antes do pontapé de saída na Rússia, Fernando Santos anunciou uma das decisões mais importantes: os 23 convocados para a fase final.

Face a um leque de opções alargado, o Engenheiro optou pela variedade. No grupo que vai seguir viagem para a Rússia, todos os jogadores apresentam caraterísticas diferentes, tendo utilidades repartidas pelos diversos contextos.

Assim, até à estreia da Seleção Nacional, o Bola na Rede vai definir, numa palavra, aquele que pode ser o principal contributo de cada jogador para a equipa das Quinas.

Anúncio Publicitário

 

Ricardo Pereira: Profundidade.

A polivalência de Ricardo é tanta que até a palavra-chave do seu contributo na Seleção Nacional pode ter duas utilidades.

O lateral recém-transferido para o Leicester City oferece, simultaneamente, profundidade ao jogo de Portugal, pela qualidade das suas incursões pelo flanco, e profundidade às opções de Fernando Santos, pela forma como se desdobra com sucesso por variadas posições.

Chegado ao FC Porto, em 2013, como extremo, Ricardo Pereira foi, nos primeiros tempos no Dragão, quase sempre utilizado como lateral direito. No empréstimo ao Nice, no entanto, atuou diversas vezes no corredor esquerdo e, de regresso à invicta, Sérgio Conceição colocou-o várias vezes no meio campo ofensivo.

Paralelamente, o novo reforço dos foxes foi um dos elementos em destaque dos sub-21 de luxo de 2015 atuando como avançado centro, ao lado de Ivan Cavaleiro.

Aliada a esta inquestionável polivalência, a forma como se projeta no último terço, ora junto à linha, permitindo as diagonais do ala, ora em movimentos interiores para zona de finalização, garantem à Seleção Nacional poderio ofensivo desde as unidades mais recuadas. Um ataque à profundidade que Fernando Santos não pôde dispensar.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Futebol

Comentários