Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional

Na última jornada da fase de grupos, México e Rússia entraram em campo com algumas mexidas no onze. O México apresentou o mesmo onze que defrontou Portugal, mas sem Raúl Jiménez e com Lozano na frente de ataque. A seleção anfitriã contou com uma tática diferente, mas com as figuras de destaque desta nova seleção, como Smolov, Samedov e Glushakov.

À seleção azteca bastava um empate para garantir o apuramento, ainda que um triunfo fosse também importante para solidificar a posição como semifinalista. O jogo foi dividido nos primeiros minutos, com oportunidades de parte a parte. O México foi superior em posse, enquanto a Rússia criou mais oportunidades.

O primeiro golo foi da seleção russa. Após várias oportunidades, Erokhin assiste Samedov para um remate certeiro dentro da área adversária. Estava feito o primeiro, para a seleção da casa.

No entanto, a vantagem durou pouco tempo. Cinco minutos depois, aos 30, o central Araujo empata o jogo com um cabeceamento junto do poste esquerdo da baliza. Akinfeev foi mal batido, e o México voltava ao jogo. A primeira parte terminou com a lesão de Diogo Reyes, que foi substituído por estar incapaz de continuar.

Na segunda parte, Osorio fez entrar Aquino para o lugar de Carlos Vela. Com a vitória em mente, o golo mexicano acabou por surgir através de um erro da defesa russa. Lozano não vacilou e carimbou a reviravolta no marcador. O México estava na frente pela primeira vez no jogo. Oito minutos depois, Hector Moreno volta a marcar para o México, mas o golo é anulado por posição irregular, segundo decisão do vídeo-árbitro.

Ainda na segunda parte, Zhirkov foi expulso, aos 68 minutos, por acumulação de amarelos. O árbitro não hesitou e, após uma entrada perigosa, puniu o experiente jogador, o que complicou ainda mais o papel da Rússia no jogo.

O México esteve melhor na segunda parte e acabou mesmo por garantir o apuramento. Num jogo de grande perfil, a vitória foi merecida e fruto de toda a empatia e coesão do conjunto azteca que nunca desistiu. Passou em segundo lugar do grupo, e fica à espera de saber qual o adversário para as meias-finais da competição.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários