Cabeçalho modalidades

Desde a longínqua época de 2000/2001 que o título fugia à equipa de Alvalade. Dezasseis anos depois, o Campeonato Nacional volta a ser conquistado pela equipa verde e branca (as contas do número de campeonato diferem por vezes porque durante quatro épocas houve dois campeonatos da 1ª Divisão, um organizado pela Liga e outro pela Federação). E que ambiente em Odivelas!

Um autêntico inferno verde e branco durante o jogo inteiro e na festa do título! Que grande relacionamento entre a equipa e o público. O grande objetivo foi conquistado. Foi uma época complicada, com altos e baixos, com momentos espetaculares e com momentos para esquecer. Mudou-se de treinador. Pensou-se que não se conseguiria chegar ao título. Mas com o investimento feito no Verão em jogadores como Carlos Ruesga, Asanin (o nome mais ouvido nos jogos em Odivelas), Nikcevic, Cláudio Pedroso, Bozovic este título não podia fugir. E não fugiu. O Sporting CP é Campeão Nacional de Andebol dezasseis anos depois.

Vamos ao jogo que consagrou os “leões” como campeões nacionais. E que jogo melhor que um derby para decidir o vencedor do título. As contas eram simples como no fim de semana passado: se o Sporting CP ganhasse seria campeão, se o Sporting perdesse ou empatasse e o FC Porto ganhasse o FC Porto seria campeão.

O ambiente em Odivelas era de grande festa e o jogo começou com grande equilíbrio entre ambas as equipas. Esse equilíbrio prevaleceu até por volta dos 20 minutos, quando Mariano Ortega pediu o primeiro time-out já que a sua equipa perdia 11-7. No entanto, essa pausa técnica não teve grande efeito já que em dez minutos os encarnados apenas marcaram… um golo. O resultado ao intervalo era 14-8.

O ambiente vivido no Pavilhão de Odivelas foi frenético Fonte: Sporting CP
O ambiente vivido no Pavilhão de Odivelas foi frenético
Fonte: Sporting CP

Durante o intervalo, mesmo com o ambiente que sentia pairava no ar um pouco de incerteza já que o público já havia visto esta equipa perder grandes vantagens em jogos decisivos.

No entanto, o Sporting CP voltou a entrar em grande ritmo e chegou a ter uma vantagem de nove golos. Em certa altura Mitrevski “entrou” no jogo e fez intervenções decisivas que permitiu que o SL Benfica se aproximasse do marcador, tendo estado a perder apenas por um golo (23-22). Nessa altura o FC Porto vencia o Águas Santas e os adeptos tinham esperança de ainda festejarem o título.

Mas o Sporting CP não podia deixar fugir o campeonato. E não deixou, vencendo o SL Benfica por 25-23. Três dias depois de ter conquistado a Challenge Cup o Sporting foi campeão. No próximo fim de semana pode vencer a Taça de Portugal. Melhor definição para semana de sonho?

Parabéns, Sporting Clube de Portugal!

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários