Meeting de Birmingham – IAAF World Indoor Tour

Antes mesmo da ação começar em Birmingham, já o público enchia as bancadas para um Meeting que apresentava o melhor elenco de toda a IAAF World Indoor Tour, mesmo num fim-de-semana repleto de campeonatos nacionais pela Europa fora. A sede dos Mundiais Indoor de 2018 revelou-se mais uma vez um espaço de eleição para receber eventos do género, e o Bola na Rede, em colaboração com o Planeta do Atletismo, esteve lá e viu tudo de perto!

A primeira presença do Bola na Rede/Planeta do Atletismo em eventos nesta temporada
Fonte: Pedro Pires/Planeta do Atletismo/Bola na Rede

O primeiro grande destaque foi o concurso do Salto com Vara, com três mulheres a passarem os 5.81 metros, algo que apenas havia acontecido por uma vez na história da disciplina em pista coberta. Ninguém passou mais alto do que isso e a vitória acabou por ir para a atleta britânica Holly Bradshaw, com a melhor marca nacional do ano, para gáudio da plateia local.

Depois de eliminatórias rápidas na velocidade, o pavilhão preparava-se para os momentos mais quentes e para a anunciada tentativa de recorde mundial de Yomif Kejelcha nos 1500 metros. Kejelcha pareceu confiante na frente, seguindo a lebre de serviço (o grande Bram Som) e com a companhia do seu compatriota Samuel Tefera, que já havia sido aqui campeão mundial da distância no ano passado. A menos de uma volta do final, percebeu-se que Tefera estava bastante confortável e que iria atacar a vitória, ultrapassando Kejelcha, que ficara sem conseguir reagir. Tefera alcançou a vitória em 3:31.04, um novo recorde mundial da distância em pista coberta que bate o anterior melhor que era da lenda El Guerrouj em 3:31.18, alcançado em 1997, há mais de 22 anos, em Estugarda! Já Kejelcha, terminou em 3:31.58, terceira melhor marca da história da distância apenas atrás de El Guerrouj e… Tefera. É o momento alto desta temporada de pista coberta e que aguça ainda mais o apetite para uma das provas mais excitantes do momento ao ar livre, com nomes como Elijah Manangoi, Timothy Cheruiyot ou Jakob Ingebritgtsen, que prometem uma temporada de altíssimo nível.

Anúncio Publicitário

Seguiam-se as finais da velocidade, que também mostraram provas de elevado nível, com a vitória nos 60 metros masculinos de Su Bingtian em 6.47 segundos, a melhor marca mundial do ano, sendo o único homem a baixar nesta temporada dos 6.5. Na mesma prova, Reece Prescod correu em 6.53, igualando o seu recorde pessoal, mas o britânico confessou que não irá aos Europeus de Pista coberta para se concentrar numa longa temporada ao ar livre. No feminino, Elaine Thompson bateu difíceis adversárias como Marie-Josée Ta Lou (a Prata nos últimos Mundiais) e Asha Philip (a campeã europeia). Na única prova até ao momento em pista coberta, a jamaicana correu em 7.13, num final muito apertado com as três atletas a chegarem separadas, cada uma por apenas uma centésima.

Para o final estava reservada a prova da Milha feminina, com uma das grandes estrelas britânicas da atualidade, Laura Muir, a vencer em 4:18.74, assumindo a sua candidatura (e o favoritismo) ao título europeu em Glasgow, com uma marca que é um novo recorde nacional britânico, 2ª melhor marca de sempre europeia e 3ª melhor marca mundial da história!

Laura Muir pode vir a ser grande figura de uns Europeus que disputa em casa
Fonte: European Athletics

Como rescaldo, devemos dizer que o meeting esteve mais do que à altura do esperado, com grandes marcas, recordes mundiais, recordes nacionais e várias das melhores prestações da temporada. Tudo isso num pavilhão completamente cheio (mesmo com preços pouco convidativos) e com um público bastante conhecedor da modalidade, a puxar várias vezes pelos atletas (e não apenas os nacionais…) nos momentos certos, catapultando as performances para outros níveis. Num ano em não existe uma competição global em pista coberta, este deverá ficar como o melhor evento do ano englobando atletas de todo o mundo e um belo aperitivo para os Europeus de Glasgow.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: British Athletics