5.

Francisco Amarante (20 anos) – Com formação efetuada e interpolada entre Gafanha e FC Porto, Amarante estreou-se na Proliga pela equipa B portista com apenas 15 anos de idade, e foi uma das principais peças do FC Porto B nas duas últimas temporadas. Este ano, com minutos «dignos» pela equipa principal, o base português vincou a sua presença sempre que teve oportunidade para tal. Inclusive, a um certo ponto da temporada, resultado da sua produtividade em escassos minutos, mereceu a confiança para iniciar alguns jogos a titular e ter mais minutos do que aqueles que obtinha a ‘saltar do banco’. Momento da época que também concidiu com a sua estreia pela seleção nacional A.

CARATERÍSTICAS E ESTATÍSTICAS

Com elevada estatura para a posição onde atua (1.96 metros), o internacional português demonstra um potencial tremendo. A simplicidade com que atua em espaços curtos, a leitura eficiente que faz nas duas vertentes do campo e as suas características físicas e técnicas prometem, e fazem do jogador um dos melhores jovens nacionais. No entanto, tem de evoluir a sua presença insuficiente em zonas perto do cesto e perceber a sua vantagem corporal perante a maioria dos bases. Ainda assim, tem no lançamento de três pontos e na sua visão de jogo duas valências importantes, que o tornam regularmente um jogador eficaz.

Em termos de estatísticas, o jovem portista teve, em média, 4 pontos, 1 ressalto e 2 assistências em apenas cerca de 12 minutos por jogo.

Anúncio Publicitário

Talvez seja altura de Moncho López avultar o número de minutos por jogo ao jovem português, não só porque justifica do ponto de vista do potencial enquanto jogador, como também pelo seu rendimento e cumprimento tático do sistema rígido no qual está inserido. Por enquanto, vai servindo os objetivos azuis e brancos paultinamente, deixando boas perspetivas para uma aposta segura do técnico espanhol nos próximos anos.