A jornada 4 dos play-offs desta temporada da Liga Placard contou com 3 grandes jogos. Porém, esta ficou marcada pelo duelo de titãs entre o SL Benfica e o UD Oliveirense. O primeiro quarto ficou marcado por uma excelente disputa entre ambas as equipas, no entanto, foi o SL Benfica que saiu vencedor da primeira de quatro rondas, com um parcial de 18-17. Já no segundo quarto, a equipa de Oliveira de Azeméis assinala a reviravolta do marcador. Durante os segundos 10 minutos dentro da quadra, o Oliveirense aumentou o ritmo de jogo de forma bastante inesperada e, apanhados de surpresa, a equipa liderada por José Ricardo colapsou e não conseguiu acompanhar o ritmo de jogo. A primeira metade terminou com um parcial de 41-36 a favor do Oliveirense.

Durante a terceira parte do encontro, mais do mesmo aconteceu. A defesa do Benfica mostrou-se impotente perante um Oliveirense bastante forte nos dois lados da quadra e foi capaz de aumentar significativamente a vantagem que já tinham para o Benfica, pelo que terminou com um parcial de 74-56, mais uma vez a favor do UD Oliveirense. No último quarto da partida, dá-se uma enorme reviravolta. Após dois quartos miseráveis, o SL Benfica decide tomar as rédeas do encontro e demonstrou, pela primeira vez durante o jogo, todo o seu basquetebol. A equipa lisboeta mostrou-se eficaz na zona tanto ofensiva como defensiva e conseguiu a reviravolta do resultado, que terminou com uma pontuação final de 89-88 a favor das águias e com a revalidação do primeiro lugar. Destaque para Carlos Andrade que conseguiu liderar a equipa e mostrou-se bastante eficaz na linha de 3 pontos. A idade não aparenta ser problema para o jogador de 39 anos.

Will Hanley fez uma excelente exibição frente ao CAB Madeira
Fonte: Federação Portuguesa de Basquetebol

O segundo jogo do dia aconteceu entre o Illiabum e o Vitória de Guimarães. Num jogo em que a equipa vimaranense era dada como favorita, a equipa liderada por Pedro Monteiro mostrou as suas enormes qualidades e conseguiu levar para casa a primeira vitória nesta fase do campeonato. No entanto, a vitória foi tudo menos fácil. O Vitória de Guimarães entrou mais forte na partida e conseguiu ser bastante eficaz ofensivamente. Isto valeu-lhe uma vantagem significativa no marcador logo no primeiro quarto, com um parcial de 36-23. Na segunda parte, a história repetiu-se e o Illiabum permitiu que a equipa vimaranense aumentasse ainda mais a vantagem que já tinha do período anterior. Assim sendo, a primeira parte terminou com um parcial de 62-47.

O último jogo do dia pôs frente a frente a equipa do CAB Madeira e o FC Porto. A equipa portista fez questão de mostrar o favoritismo que tinha frente à equipa madeirense desde o início e, sem grandes surpresas, termina o primeiro quarto com um parcial de 24-17. Durante o segundo e terceiro período, mais do mesmo aconteceu. O CAB Madeira não resistiu à pressão ofensiva do FC Porto, que conseguiu aumentar significativamente a vantagem perante o seu adversário e aumentou a vantagem inicial para uns sólidos 15 pontos. O último quarto foi já bastante menos ritmado e, embora o CAB Madeira tenha conseguido, efetivamente, marcar mais pontos na cesta da equipa azul e branca, o esforço foi em vão. O destaque vai para a eficácia de Will Sheehey, que marcou 5 dos 6 lançamentos de 2 pontos. O FC Porto pressiona, assim, os dois primeiros colocados após uma vitória de 83-66 frente à equipa madeirense.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Basquetebol

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários