Em jogo da última jornada da primeira fase de grupos da FIBA Europe Cup – Primeiro Nível -, o Benfica visitou o Inter Bratislava e, apesar da qualificação para a próxima fase ter ficado garantida na última jornada, a equipa encarnada somou mais uma vitória (91-95), acabando assim com cinco vitórias em seis jogos.

O jogo começou bastante equilibrado, com ambas as equipas a trocarem cestos, num primeiro período onde os ataques foram superiores às defesas. Nenhuma das equipas parecia capaz de construir uma vantagem, sendo que era visível na equipa do Inter Bratislava a urgência de vencer este jogo. Perto do final do quarto, o conjunto eslovaco ganhou uma pequena vantagem de quatro pontos, e os primeiros dez minutos terminaram com 24-20 no placar.

Início forte no segundo quarto para a equipa da casa, que aumentou a vantagem de quatro para dez em apenas alguns minutos. Ainda menos tempo demorou o conjunto português a recuperar e a reduzir novamente o jogo para apenas três pontos de diferença, com seis minutos para jogar no período. Até ao intervalo, mais uma vez muito equilíbrio e a diferença no marcador manteve-se. Ao intervalo o resultado apontava 46-44 a favor do Inter Bratislava.

Damian Hollis foi uma das figuras do lado do Benfica
Fonte: FIBA

A segunda parte chegou como a primeira, com ambas as equipas a marcar pontos e ineficazes a travar o adversário na parte defensiva. No entanto, o Benfica parecia incapaz de assumir o comando do jogo, tendo a equipa eslovaca liderado praticamente todo o jogo até este ponto, com o conjunto treinado por Carlos Lisboa a ser apenas capaz de não permitir que o marcador se descontrolasse.

Com quatro minutos para jogar neste terceiro período, o Inter Bratislava parecia querer segurar a partida, aumentando novamente a vantagem para a casa das dezenas. Mais uma vez o Benfica soube não perder por completo o controlo do encontro e recuperou para uma desvantagem de apenas três pontos, deixando o marcador em 72-69 à entrada para o derradeiro quarto.

No último período foram mais uma vez os eslovacos a entrar com mais vontade de segurar o resultado, com o Benfica incapaz de igualar a agressividade do adversário. A melhor fase do jogo foi, no entanto, o final. Com três minutos para jogar, o marcador estava empatado e o jogo em aberto, e neste momento do jogo, o Benfica acabou por ser mais forte. Assumiu a liderança do resultado com dois minutos para se jogar, algo que não se tinha visto durante todo o jogo, e não tremeu na altura de fechar a partida, com a superioridade dos encarnados nos ressaltos a ser decisiva no desfecho final. Resultado de 91-95 para a equipa portuguesa e mais uma vitória europeia do basquetebol encarnado, tendo esta sido arrancada a ferros.

Do ponto de vista individual, destaque no Benfica para Eric Coleman que somou 22 pontos aos quais juntou ainda 11 ressaltados, terminando assim o jogo com um duplo-duplo. Também Damian Hollis esteve em grande plano, assinando 23 pontos, sete ressaltos e duas assistências.

Da parte eslovaca, deu nas vistas Michal Batka, que registou 23 pontos com sete ressaltos e quatro assistências. Lee Edward Skinner foi o segundo melhor da equipa do Inter Bratislava, ao registar 14 pontos aos quais juntou oito ressaltos e ainda quatro assistências.

CINCOS INICIAIS:

Inter Bratislava – Kenneth Dermont Funderburk Jr, Lee Edward Skinner, Michal Batka, Goran Bulatovic e David Abrhám

SL Benfica – Eric Coleman, Betinho Gomes, José Silva, Arnette Hallman e Rafael Lisboa

Comentários