Na primeira jornada da Fiba Europe Cup – Segundo Nível, o SL Benfica recebeu e venceu os belgas do Spirou Basket por 89-62, num jogo onde se esperava que as dificuldades para os encarnados fossem maiores do que na fase anterior. Apesar disso, o Benfica foi sempre superior ao conjunto belga, mantendo assim a boa forma que tem vindo a notar-se nos últimos jogos.

O jogo começou equilibrado e lento, com ambos os ataques a precisarem de tempo para ganhar ritmo. Quando os cestos começaram a cair, o Benfica tomou controlo do jogo, com o lançamento de três pontos a revelar-se uma das mais fortes armas para a equipa de Carlos Lisboa. No entanto, o Spirou não deixou o Benfica fugir demasiado no marcador e obrigou os encarnados a manterem a eficácia no ataque e na defesa. No final dos primeiros dez minutos, vantagem de 23-20 para a equipa portuguesa.

O segundo período viu uma forte entrada do Benfica, que em duas jogadas aumentou a vantagem para os oito pontos. Apesar disso, notava-se algum nervosismo de ambas as partes e o jogo era, em momentos, lento e desleixado. Nesta fase, eram as defesas que se superiorizavam no jogo, trabalho facilitado pela desinspiração que era evidente no que ao ataque diz respeito. Contudo, sempre mais Benfica no jogo, com a defesa a permitir apenas 16 pontos aos belgas durante todo o quarto, o que permitiu ao conjunto português chegar ao intervalo a vencer por 42-33.

A equipa do Benfica estabeleceu o domínio no jogo com o decorrer do segundo período
Fonte: FIBA

A maré do jogo manteve-se no início do terceiro quarto, com a vantagem do Benfica a chegar aos 15 pontos com quatro minutos jogados. Mantinha-se também a elevada quantidade de faltas por parte de ambas as equipas, o que não só condicionou a fluidez do jogo como também o tempo de jogo de alguns jogadores, principalmente do lado do Spirou Basket. Também nesta altura, Eric Coleman começava a destacar-se, em especial no lado defensivo que os encarnados continuavam a dominar. Até final do terceiro quarto, o Benfica continuou a aumentar o marcador, com o ataque a recuperar a fluidez que havia perdido no segundo período, levando uma confortável vantagem de 17 pontos para os últimos dez minutos.

No último período, o Benfica limitou-se a controlar o jogo, não permitindo qualquer surpresa por parte dos belgas. O ataque do Spirou não foi capaz sequer de aproveitar o baixar do ritmo de jogo do lado do Benfica para reduzir a vantagem e, apesar de algo surpreendente, a superioridade da equipa portuguesa foi evidente durante quase todo o jogo. No final, vitória dos encarnados, com o resultado a ficar estabelecido em 89-62.

Individualmente, destaque no lado do Benfica, novamente, para Eric Coleman. O norte americano de 34 anos registou 18 pontos, com cinco ressaltos e uma performance dominante que ajudou à excelente prestação da defesa encarnada. Ao seu lado estiverem Damian Hollis, com os mesmos 18 pontos, aos quais juntou seis ressaltos, e Betinho Gomes, que assinalou um duplo-duplo com 16 pontos e dez ressaltos.

Do lado do Spirou Basket, Alexandre Libert foi quem mais se destacou, acabando o jogo com 12 pontos e oito assistências. Sólida exibição também para Joshua Henry Sharma que ficou perto do duplo-duplo com dez pontos e oito ressaltos.

CINCOS INICIAS:

SL Benfica – Eric Coleman, Betinho Gomes, Rafael Lisboa, Damian Hollis, José Silva

Spirou Basket – Anthony Beane, Moses Greenwood, Alexandre Libert, Yoeri Schoepen, Joshua Henry Sharma

Comentários