Cabeçalho modalidadesO mês de Fevereiro ficou marcado por uma série de lesões de alguma gravidade na NBA. Março parece querer-lhe dar continuidade. É mais que sabido o quão preocupantes as lesões são e que, mais ou menos graves, podem determinar a carreira de um jogador.

Logo no quarto dia do mês dois, o bicampeão do concurso de afundanços, Zach LaVine, deixou os Minnesota Timberwolves com uma baixa de peso. Com uma lesão no ligamento cruzado anterior, o jogador foi submetido a uma cirurgia que pôs fim à sua temporada. No mesmo dia, Joakim Noah terminou também a sua época. Após diversas lesões num curto espaço de tempo, o poste dos New York Knicks realizou uma cirurgia ao joelho esquerdo, o que o colocou fora das hipóteses de Jeff Hornacek.

Em pior posição, encontra-se o extremo dos Milwaukee Bucks, Jabari Parker. Com apenas 21 anos, é a segunda vez que se lesiona gravemente no joelho. Desta vez, sofreu uma rotura do ligamento anterior cruzado do joelho esquerdo.

Os Toronto Raptors e os Golden State Warriors contam também com baixas de peso, pelo menos até aos playoffs. Na única equipa canadiana falta Kyle Lowry, que se lesionou no pulso direito. Já nos vice-campeões a grande ausência é a mais recente estrela, Kevin Durant, que se lesionou ao chocar com um colega de equipa e contraiu uma entorse de segundo grau no ligamento médio colateral, bem como uma lesão no osso da tíbia. Apesar de estar, garantidamente, de fora ao final da época regular (altura em que será reavaliado), a notícia foi bem recebida por parte de todos os membros dos Golden State, uma vez que inicialmente se temeu pior.

[ot-video type=”youtube” url=”https://www.youtube.com/watch?v=w7DXmi4jwEo”]

Anúncio Publicitário

Kevin Love teve mais sorte que os seus colegas de profissão. Após uma intervenção cirúrgica ao joelho esquerdo que o deixou fora do All Star Game, o camisola zero dos atuais campeões está parado há quase um mês, mas prevê-se que volte no final de Março ou início de Abril.  Quase a recuperar um dos seus homens, os Cavaliers perdem o recém chegado Andrew Bogut. Na sua estreia com a camisola dos Cleaveland, o ex-Warrior esteve em campo por apenas 58 segundos. Em menos de um minuto, o poste chocou com o joelho de Okaro White (Miami Heat) e fraturou a tíbia da perna esquerda. No seu primeiro jogo viu o resto da sua época acabar. Resta apenas saber por quanto tempo Bogut terá de ficar de fora até estar totalmente recuperado.

Carlos Delfino, 34 anos. Quando o tema é “Lesões” não podia deixar de falar neste senhor, que, há quatro anos, viu a sua carreira na NBA terminar, após fraturar o pé enquanto representava os Houston Rockets. O argentino estreou-se no palco principal do basket em 2004, nos Detroit Pistons, tendo depois passado pelos Toronto Raptors, Milawkee Buck e vê-la terminar nos Rockets. Agora resolveu retomar a sua carreira, tendo assinado pelo Boca Juniors e estreado-se esta quarta feira.

Foto de capa: foxsports

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Comentários