Neste momento, já se sabem as equipas que se vão encontrar nas finais da NBA de 2019. Vou fazer uma pequena análise das suas caminhadas pelas respetivas conferências.

Os warriors começaram por defrontar os LA Clippers que, surpreendentemente, foi a equipa que, a meu ver, deu mais luta e se revelou o desafio mais difícil. Os Clippers foram mesmo a única equipa que venceu no Oracle Arena, e por 2 vezes. Só faltou mesmo ganhar alguns jogos em casa. Nesta série, destaco o esforço da equipa de Los Angeles, e elogio a capacidade que Lou Williams, Montrezl Harrel e Gallinari demonstraram na quadra, mas o talento individual da equipa de Oakland foi superior. Kevin Durant fez, em média, 35 pontos; 5,3 ressaltos e 5,3 assistências. Curry fez, em média, 25 pontos; 6,6 ressaltos e 5,1 assistências. Quando apenas 2 jogadores numa equipa fazem, em média, 60 pontos, 12 ressaltos e 10 assistências, torna-se uma tarefa muito difícil de derrotar. A série ficou 4-2.

Na segunda ronda dos playoffs, revimos as finais de conferência do ano passado, ou seja, os Rockets tentaram, novamente, derrotar os Warriors mas não conseguiram. Nesta série vi James Harden a esforçar-se e a fazer grandes jogos mas o seu elenco de apoio não foi suficientemente bom para o ajudar a derrotar a equipa dos Warriors. A série acabou 4-2.

Conseguirá Curry levar os GSW a mais um título?
Fonte: NBA

Na final de conferência, a série que, supostamente, seria a mais difícil e mais equilibrada, foi me possível assistir a 4 jogos em que Damian Lillard e CJ McCollum não foram, nem de perto nem de longe, suficientemente “matadores” para, pelo menos voltar a Oakland, em momentos decisivos nenhum deles se chegou à frente para liderar a equipa. No primeiro jogo não há nada a dizer, a equipa dos Warriors foi, simplesmente, melhor e mais consistente. No entanto, no segundo jogo assisti a uma equipa de Portland em vantagem por 15 pontos que se deixou adormecer no terceiro quarto, e contra os campeões isso acabou por sair caro. No terceiro jogo foi mais do mesmo, em vantagem por 13 pontos, deixaram-se adormecer e somaram apenas 13 pontos no terceiro quarto. No último jogo, foi um excelente jogo, um excelente esforço por parte da equipa de Portland, mas que não foi suficiente para vencer os Campeões. A série ficou 4-0.

Na Conferência Este, os Raptors defrontaram os Magic numa série em que eu previ uma vitória por 4-0, mas que acabou por ficar 4-1 devido a um primeiro deslize da equipa de Toronto.

Na segunda ronda, os Raptors enfrentaram uma equipa de Philadelphia com um excelente 5 inicial composto por Embiid, Tobias Harris, Jimmy Butler, JJ Redick e Ben Simmons. No entanto, nem um destes jogadores foi suficiente para ganhar à equipa de Kawhi Leonard que nesta série, fez, em média, 40 pontos por jogo. Os 76ers não foram equipa suficiente, para derrotar a equipa de Toronto. E foi isso que lhes faltou, porque talento eles tinham, tinham talento suficiente para ganhar a série, mas não foram equipa suficiente. A série acabou em 4-3.

Por fim, depois dos Bucks terem ganho 2 jogos seguidos em casa, com Giannis Antetokounmpo a destacar-se, deixaram escapar 4 jogos seguidos para a equipa de Toronto. E o mérito tem de der dado a quem merece, e o mérito vai quase todo para Kawhi Leonard que comandou a equipa a 4 vitórias seguidas. Kawhi está a ser a figura dos playoffs, levou a equipa de Toronto às primeiras finais da NBA da sua história. Kawhi Leonard tem média de 31 pontos com 51% de Lançamentos de Campo, 8,8 ressaltos e 1,6 roubos de bola por jogo.

Foto de Capa: NBA

Comentários