No ano corrente, nas finais de conferência da NBA temos 2 finais muito distintas. Por um lado, é nos apresentado uma final de Conferência Este que, ao que tudo indica, será muito bem disputada e em que vamos ter o prazer de observar um duelo de gigantes. Quem levará a melhor? Kawhi Leonard ou Giannis Antetokounmpo?

Por outro lado, na Conferência Oeste vai ser mais do mesmo. A equipa de Portland já se encontra em desvantagem de 2 jogos e a continuar assim nem um jogo vai vencer. Mesmo sem Kevin Durant e Boogie Cousins, os Warriors estão a demonstrar o porquê de serem os atuais bicampeões. No último jogo, marcavam no cronómetro cerca de três minutos e os Blazers estavam em vantagem por 8 pontos (108-100). Mesmo assim, até ao final do jogo fizeram 14 pontos e sofreram apenas 3, o que daria no resultado final de 114-111. No entanto, há 2 pontos que gostaria de elevar para que ficassem bem explícitos.

Haverá forma de parar Giannis?
Fonte: Milwaukee Bucks

Primeiramente, as exibições de Damian Lillard são muito, muito pobres para quem tem a oportunidade de disputar as finais de conferência com os atuais bicampeões. Nos 2 jogos que fez soma 42 pontos, o que se pedia, quase, para 1 jogo. Para não falar do turnover nos últimos 12 segundos do último jogo em que a sua equipa perdia por 3 pontos e já o vimos a fazer bem melhor nas séries anteriores.

Em segundo lugar, os Warriors não precisam de Kevin Durant para rigorosamente nada, é como ter uma garagem com 3 porsche’s e oferecerem-me um Maseratti. É muito bom? É! Mas eu não preciso! E é visível tanto em termos de jogo como em termos de estatística. O líder da equipa é Steph Curry, e é o jogador que precisa de estar em campo para vencerem. Kevin Durant só veio acrescentar mais uma solução a uma equipa imbatível. Relembro que a equipa de 73 vitórias e 9 derrotas não tem Kevin Durant, e só não ganharam esse título em 2016 porque LeBron James com a ajuda de Kyrie Irving fez o impossível, virou um resultado de 1-3 para 4-3.

Foto de Capa: Golden State Warriors

Comentários