Cabeçalho modalidades

Desde o início dos playoffs os Warriors disputaram doze jogos e venceram esses tantos. Depois da derrota dos Cavaliers frente aos Boston no terceiro jogo, a equipa de Kerr é a única imbatível. Assim, os Golden State sagram-se tricampões da conferência Oeste e preparam, com tempo, a sua terceira final consecutiva. Enquanto LeBron & Co. buscam pela derradeira vitória, os cinco (mais sete) maravilhosos já só pensam no anel que está a apenas quatro vitórias de distância. 4-0.

Depois de algum sofrimento o primeiro jogo, no qual os Warriors chegaram ao meio tempo a perder por 20 pontos, os Spurs entraram numa onda de azares. Depois de perderem Tony Parker, ainda frente aos Rockets, ficaram sem Kawhi Leonard logo no primeiro jogo da final. No sábado perderam ainda David Lee. Ora, a equipa texana entrou no quarto jogo com Ginóbili rodeado de jovens o que não foi suficiente para travar os imbatíveis de São Francisco. Por entre portas diz-se que com Parker e, principalmente, Leonard a história era outra.

Talvez fosse, mas não é. A história é que os Golden State voltaram a quebrar o recorde (surpresa!!) e Curry tornou-se no quinto melhor marcador de três pontos de sempre dos playoffs, tendo ultrapassado Koby Bryant. O camisola 30 marcou 36 pontos no último jogo, seguido de Durant (29 pontos). Os Warriors estiveram sempre na frente do marcador e os Spurs não conseguiram uma desvantagem menor que a de dez pontos.

Fonte: NBA
Fonte: NBA

Os primeiros finalistas apurados para a disputa pelo Anel deixaram para trás uma equipa que, sem os azares, poderia ter dado muito mais luta. No final, os Spurs perderam por 115-129 num jogo que poderá ter marcado a despedida de Manu Ginóbili. O argentino de 39 anos, que veste a camisola da equipa do Texas há 15, disse no final da partida, em tom de despedida, que nada está decidido e anunciará a sua decisão nos próximos dias.

Foto de Capa: NBA

Comentários