Cabeçalho modalidadesDwyane Wade, draftado em 2003 pelos Miami Heat deixa a equipa onde fez toda a carreira e da qual se tornou o maior símbolo. O base se 34 anos ruma agora a Chicago, para tentar prolongar ainda mais o seu percurso de enorme sucesso. A sua saída, em conjunto com o interromper de contrato de Chris Bosh devido a motivos de saúde, marca a despedida de todos os elementos  do Big 3 que marcou a NBA entre 2010 e 2014, amealhando dois títulos.

Rajon Rondo, o campeão pelo Boston Celtics em 2008, junta-se a Wade numa grande reestruturação da equipa de Chicago. Depois dos Celtis, Dallas e Sacramento o desafio será adaptar-se a uma equipa onde será apenas mais um dos muitos jogadores exteriores sem capacidade de tiro.

Em sentido oposto foram Derrick Rose e Joakim Noah que deixaram Chicago para se juntar aos Knicks. O MVP de 2011 muda de ares e espera conseguir recuperar o ritmo que apresentava antes da saga de lesões. As suas pretensões em Nova Iorque não começam nada bem ao ver sua participação nos trabalhos da equipa suspensa até que o caso em tribunal em que se vê envolvido esteja terminado.
NY abriu espaço para estes dois com as saídas de Robin Lopez, José Calderón e Jerian Grant.

O novo equipamento de Dwight Howard Fonte: Atlanta Hawks
O novo equipamento de Dwight Howard
Fonte: Atlanta Hawks

Parece ser mesmo a última oportunidade de Dwight Howard. O poste que desde os tempos de Orlando que não consegue por em campo todo o seu potencial, assina desta vez com os Atlanta Hawks. Depois de falhar completamente o entrosamento em LA, de ser praticamente uma nulidade nos Rockets, o desafio é mostrar que ainda consegue ser uma referência defensiva da liga e dar o seu contributo no ataque, especialmente no pick n’roll.

A aquisição de Howard, um dos mais cobiçados deste defeso, vem fechar uma lacuna aberta com a saída de Al Horford em Atlanta. Horford representa agora os Boston Celtics, e junta-se à equipa que o ano passado surpreendeu pela entrega e qualidade do seu treinador. A missão parece simples: devolver a equipa com títulos da história ao patamar dos que conseguem lutar por títulos.

E vai ser assim, com muitas mudanças, que a NBA recomeçará. O Este está de cara lavada e só daqui a uns bons meses ficaremos a saber quem saiu por cima nas negociações de verão. Será que Chicago cometeu um erro ao trocar as suas maiores figuras? Deveria Wade ter permanecido na cidade onde já foi tão feliz? Terá Rose capacidade física e psicológica para um recomeço numa nova equipa? Dwight Howard ainda está vivo? Respostas a tudo isto e muito mais serão dadas pelos protagonistas a partir de dia 25 de Outubro.

Foto de capa: Chicago Bulls

Comentários