cab nba

A melhor equipa ganhou. A equipa mais regular ganhou. Os Golden State Warriors sagraram-se assim campeões da NBA na época que passou, e começam já esta terça-feira (quarta-feira de madrugada para nós) a defesa do seu título.

Tentarei muito brevemente fazer uma previsão do que esperar dos 30 clubes das duas conferências da liga principal de basquetebol americano, sendo que neste texto apresento a Conferência Oeste.

Golden State Warriors – Perspetiva: Playoffs

Os campeões só perderam o suplente David Lee, de resto a equipa volta em força e com vontade de provar que o ano passado não foi um acaso. O MVP da liga Steph Curry continua a ser a grande referência do conjunto, com Klay Thompson e Draymond Green a assumirem posições de relevo. Harrison Barnes terá e deverá dar o próximo passo no seu jogo e Iguodala tentará manter a estrelinha que o levou a ser MVP da final. São candidatos à vitória final.

Jogador a observar: Harrison Barnes

Steph Curry está novamente em busca da glória Fonte: @NBA
Steph Curry está novamente em busca da glória
Fonte: @NBA

Houston Rockets – Perspetiva: Playoffs

James Harden, Dwight Howard, Trevor Ariza e Ty Lawson formam o núcleo duro da equipa, com jogadores como K.J. McDaniels e Terrence Jones prontos a contribuir. Os Rockets voltam assim a ser candidatos à vitória do oeste na fase regular, mas ainda não possuem a rotação necessária para uma presença na final.

Jogador a observar: Terrence Jones

LA Clippers – Perspetiva: Playoffs

Como se não bastasse ter Chris Paul, Blake Griffin e DeAndre Jordan os Clippers reforçaram-se com Paul Pierce, Josh Smith e Lance Stephenson, ficando com um dos melhores planteis da NBA que inclui ainda nomes como J.J. Redick e Jamal Crawford. Um ano do tudo ou nada para os comandados de Doc Rivers, que deverão ser considerados um dos grandes favoritos para ganhar ambas as fases do oeste e até para a vitória final. O mínimo dos mínimos deverá ser a final de conferência, e mesmo assim, se a equipa não chegar à final a época pode vir a ser considerada uma desilusão.

Jogador a observar: Blake Griffin

Portland Trail Blazers

A primeira equipa a cair dos apurados para os playoffs no oeste na época passada. Inevitável depois das perdas de LaMarcus Aldridge, Nic Batum, Robin Lopez e Wesley Matthews, ou seja, do cinco titular, só Damian Lillard regressa, e é nos ombros dele que vai ser reconstruido o futuro da equipa. Meyers Leonard, C.J. McCollum, Mason Plumlee e Noah Vonleh deverão ter oportunidade para provar o seu valor, numa equipa que lutará para não ficar em último num oeste cada vez mais recheado.

Jogador a observar: Meyers Leonard

Memphis Grizzlies – Perspetiva: Playoffs

Defesa, defesa e mais defesa. Os Grizzlies continuam uma das equipas mais sólidas e mais duras da NBA, deixam tudo em campo e jogam sempre com grande intensidade. Marc Gasol renovou e faz com Z-Bo um dos melhores frontcourts da liga, Tony Allen é um dos melhores (senão o mehor) jogadores defensivos da NBA e Mike Conley um base de topo. Jeff Green e Courtney Lee terão de contribuir mais numa equipa que precisa bastante de outside shooting. A adição de Matt Barnes foi interessante, é um jogador que parece encaixar no espirito e estilo da equipa. Os Grizzlies deverão repetir a sua presença nos playoffs, não são favoritos a nada, mas sempre um puzzle difícil de resolver.

Jogador a observar: Tony Allen

San Antonio Spurs – Perspetiva: Playoffs

Alguém duvidava? Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker estão de volta para mais uma temporada, treinados pelo sempre brilhante Gregg Popovich. Kawhi Leonard se conseguir evitar as lesões deverá provar finalmente o seu estatuto como um dos melhores jogadores da liga e a adição de LaMarcus Aldridge foi a maior e melhor de todos os free agents. Danny Green renovou e a rotação inclui Patty Mills, David West, Matt Bonner e Boris Diaw. Os Spurs são favoritos a tudo, para variar. Não me admirava nada que em Junho víssemos os Spurs a levante o troféu Larry O’Brien.

Jogador a observar: Kawhi Leonard

Dallas Mavericks

A segunda equipa a cair dos que foram aos playoffs na época transacta. Perderam Monta Ellis para os Pacers, Tyson Chandler para os Suns, optaram por não renovar com Rondo e foi-lhes “roubado” DeAndre Jordan que seria a grande adição de Mark Cuban. Conseguiram Wesley Matthews e Deron Williams que se juntarão a Dirk e Parsons, num plantel que fica muito aquém na conferência mais forte da NBA. Rick Carlisle é um dos melhores treinadores a liga, mas não faz milagres.

Jogador a observar: Deron Williams

New Orleans Pelicans – Perspetiva: Playoffs

Anthony Davis, Anthony Davis e Anthony Davis. Alvin Gentry assumiu o cargo de treinador, depois de um bom trabalho como adjunto em Golden State e a rotação inclui Nate Robinson, Tyreke Evans, Ryan Anderson, Omar Asik e Eric Gordon, mas repito, Anthony Davis, Anthony Davis e Anthony Davis. Começa e acaba em Anthony Davis qualquer hipótese que a equipa tenha de ir aos playoffs, e o candidato a MVP deve carregar a equipa às costas até lá enquanto continua a evoluir até destronar Lebron como o melhor jogador da liga. Já faltou mais.

Jogador a observar: Anthony Davis

Oklahoma City Thunder – Perspetiva: Playoffs

Kevin Durant está de volta, Russell Westbrook jogou a um nível de MVP na época passada e Serge Ibaka continua por lá. O “Big 3” de OKC, se saudável, deve ser mais do que suficiente para a equipa competir pelo título não só do oeste mas da NBA, numa equipa que ainda possui na rotação Steven Adams, D.J. Augustin, Enes Kanter, Anthony Morrow, Kyle Singler e Dion Waiters. Tudo depende da forma em que Durant voltar para OKC terem hipóteses de competir pelo título. O novo treinador Billy Donovan deverá trazer alguma frescura à equipa.

Jogador a observar: Kevin Durant

Chris Paul e Russel Westbrook são duas das principais estrelas do 'Oeste' Fonte: nextimpulsesports.com
Chris Paul e Russel Westbrook são duas das principais estrelas do ‘Oeste’
Fonte: nextimpulsesports.com

Phoenix Suns

Os Suns andaram perto dos playoffs nos últimos 2 anos mas ficaram sempre aquém, optando antes por “desfazer” o plantel através de trocas. Eric Bledsoe é a estrela da companhia que ainda conta com Tyson Chandler, Markieff Morris, Brandon Knight e Devin Booker (draft). Interessante, mas não suficiente no oeste.

Jogador a observar: Eric Bledsoe

Utah Jazz –  Perspetiva: Playoffs

A promessa Dante Exum vai perder a época por lesão, mas os jovens Jazz mantém-se uma equipa interessante, tal como os Magic no este, os Jazz estão carregados de potencial. Além do já referido Exum, a equipa de Utah possui ainda Trey Burke, Derrick Favors, Rudy Gobert, Gordon Hayward e Trey Lyles. O futuro parece sorrir a esta jovem equipa dos Jazz, que até pode surpreender e chegar aos playoffs num dos oestes mais competitivos da história.

Jogador a observar: Rudy Gobert

Denver Nuggets

Os Nuggets vão começar a construir à volta da sua escolha número 7 do draft deste ano, Emmanuel Mudiay. O regresso de Danilo Gallinari é uma óptima noticia para uma equipa que já contava com Kenneth Faried e Wilson Chandler, mas não muito mais. Nikola Jokić e Jusuf Nurkić devem fazer um frontcourt interessante se chegarem a jogar juntos. É uma equipa que tem de olhar para o futuro, pois de momento não pode ambicionar a grandes coisas.

Jogador a observar: Emmanuel Mudiay

Sacramento Kings

Vivek Ranadivé na bancada, George Karl no banco e “Boogie” Cousins em campo, isto são os Kings. Será este o ano em que Cousins finalmente se afirma como o melhor power forward da NBA? Esperemos que sim, o jogo só tinha a ganhar. Rajon Rondo, Rudy Gay, Willie Cauley-Stein e Marco Belinelli completam o possível 5 inicial dos Kings, no papel qualidade não lhes falta, agora disciplina (…). Esta equipa provavelmente competiria pelos playoffs no este, mas no oeste as probabilidades são reduzidas, pelo menos podemos ver o “Boogie”.

Jogador a observar: DeMarcus Cousins

LA Lakers

Será esta a última época de Kobe Bryant? Se não, será esta a última época de Kobe Bryant nos Lakers? Só esse motivo já é razão suficiente para se ver os Lakers, a possível despedida de um dos jogadores mais icónicos e electrizantes de sempre. Qualquer que seja o futuro dos Lakers, com ou sem Kobe, passará de certeza pelos jovens Jordan Clarkson, D’Angelo Russell e Julius Randle, que os Lakers deveriam aproveitar para potenciar ao máximo.            Os playoffs parecem uma miragem, mas as adições do Roy Hibbert e Brandon Bass, regresso do Metta World Peace, e a presença de Nick Young e Robert Sacre no plantel devem garantir pelo menos alguma diversão.

Jogador a observar: Kobe Bryant

Minnesota Timberwolves

A pior equipa da época que passou é este ano uma agradável junção de juventude com experiência, combinando talentos como Andrew Wiggins, Karl-Anthony Towns, Zach LaVine e Tyus Jones a veteranos como Kevin Garnett, Andre Miller e Tayshaun Prince. Ricky Rubio e Gorgui Dieng deviam aproveitar esta época para finalmente se afirmar na NBA. Equipa interessante com jogadores interessantes, mas que este ano não vai causar mossa.

Jogador a observar: Andrew Wiggins

 

Previsões Finais:

Equipas que chegam aos playoffs:

Este – Atlanta, Cleveland, Chicago, Toronto, Washington, Milwaukee, Indiana e Miami

Oeste – Golden State, Houston, Clippers, Memphis, San Antonio, New Orleans, Oklahoma e Utah

 

Prémios Gerais:

MVP – James Harden (Rockets)

Defensive Player of the Year – DeAndre Jordan (Clippers)

Sixth Man of the Year – Isaiah Thomas (Celtics)

Most Improved Player – Reggie Jackson (Pistons)

Rookie of the Year – Emmanuel Mudiay (Nuggets)

Coach of the Year – Billy Donovan (Thunder)

Executive of the Year – Pat Riley (Heat)

All-NBA Team – Curry (Warriors), Harden (Rockets), Durant (Thunder), James (Cavs) e Davis (Pelicans)

Comentários