cab nba

A Southeast Division é inquestionavelmente a divisão mais desequilibrada de toda a liga e aquela onde o título, mesmo antes da época começar, já está atribuído à toda poderosa equipa dos Miami Heat. Os bicampeões da National Basketball Association continuaram a dominar esta divisão, na qual Atlanta Hawks, Charlotte Bobcats, Orlando Magic e Washington Wizards, em profundas reestruturações, tentaram competir o mais dignamente possível ao longo da regular season.

Atlanta Hawks: Ainda a recuperarem da saída da superstar Josh Smith para os Pistons e da do base Devin Harris para Dallas, Atlanta apostou forte no reforço do jogo interior, com as entradas dos americanos Paul Millsap e Elton Brand e do experiente poste macedónio Pero Antic, que se aventura pela primeira vez na NBA. Existe ainda muita expetativa em relação ao jovem base alemão Dennis Schroeder, que promete ser uma das agradáveis surpresas da classe de rookies de 2013-14. Os Hawks têm conseguido ultimamente desempenhos muito regulares, situando-se no 5º-6º posto da Conferência; contudo, este ano poderá ser um ano menos bem conseguido para as hostes de Atlanta, que nunca foi uma equipa que me espantasse e penso que este ano não deverão alcançar os playoffs.

Principais Entradas: Pero Antic (Rookie), Gustavo Ayon (Milwaukee), Elton Brand (Dallas), Paul Millsap (Utah), Lucas Nogueira (Rookie) e Dennis Schroeder (Rookie)

 

Atlanta Hawks / Fonte: NBA Photos @Getty Images
Atlanta Hawks / Fonte: NBA Photos @Getty Images
Anúncio Publicitário

Charlotte Bobcats: Depois de conseguirem em 2012 um registo na história da competição que nenhuma equipa ambiciona – a de pior score de vitórias-derrotas (7-62) -, e de no ano passado terem alcançado 21V e 61D, os Bobcats, equipa da qual o lendário Michael Jordan é proprietário, continuam a sua reestruturação, esperando-se que o seu processo evolutivo continue. Convenhamos que pior é quase impossível… O seu jogo interior mudará drasticamente com a entrada de um dos melhores “puro postes” da liga, Al Jefferson, e do rookie Cody Zeller. Penso que poderão pela primeira vez entrar na luta por um dos últimos lugares nos playoffs, tendo em conta a evolução do seu irreverente base Kemba Walker e do sophomore all-around Michael Kidd-Gilchrist. Um dos principais atrativos deste franchising passa também pela dúvida que o ex-jogador e comentador da ESPN, Jalen Rose, lançou, questionando se Jordan poderá voltar para um último jogo oficial, aos 50 anos de idade.

Charlotte Bobcats / Fonte: NNB Photos @Getty Images
Charlotte Bobcats / Fonte: NBA Photos @Getty Images

Miami Heat: Os bicampeões da Florida são o principal candidato à conquista do título da NBA. Esta é uma equipa que dispensa apresentações, já que com o Big Three (Chris Bosch, Dwayne Wade e Lebron ‘King’ James) tem a responsabilidade de ganhar todos os jogos que disputa. A juntar a estas estrelas temos o regresso do instável mas talentoso Michael Beasley e da incógnita Greg Oden, primeira escolha do draft em 2007 e que tem sido devastado pelas graves lesões nos joelhos – mas os Heat parecem determinados em recuperar este talento, que se encontra sem equipa há já 2 anos. A dúvida de Miami passa por saber se este será o último ano com estes jogadores, uma vez que grande parte deste plantel passará a free-agent no final da época; portanto, mais do que fazer previsões, os adeptos de Miami procuram a certeza de um tricampeonato consecutivo da NBA. O espetáculo está garantido com Lebron e companhia!

Principais Entradas: James Ennis (Rookie), Greg Oden (Sem Clube) e Michael Beasley (Phoenix)

 

Lebron James / Fonte: NBA Photos @Getty Images
Lebron James / Fonte: NBA Photos @Getty Images

 

Orlando Magic: Ainda a recuperar da saída há duas épocas de Dwight Howard, os Magic continuam a procurar jovens talentos que tenham a oportunidade de formar um conjunto que tenha 2-3 anos para se desenvolverem e maturarem o seu jogo com calma. Os adeptos de Orlando parecem compreender e não deixam de apoiar a sua equipa, pois sabem que o talento está lá, e o rookie vindo da Universidade de Indiana, Victor Oladipo, é o rosto da mudança, prometendo ser um dos principais candidatos a rookie do ano. O veterano Jameer Nelson continuará a ser o comandante de todo o jogo desta equipa, mas as soluções começam a aumentar e a justificar a aposta. Harkless e Nicholson são jogadores regulares que com facilidade alcançam médias de 10p e 5r, enquanto que o jovem extremo Tobias Harris promete ser o principal scorer desta equipa. O poste montenegrino Vuckcevic promete fixar-se como um dos melhores postes da liga, enquanto que este franchising deverá alcançar um lugar entre o 8º e o 11º lugar da Conferência Este.

Principais Entradas: Jason Maxiell (Detroit), Victor Oladipo (Rookie) e Ronnie Price (Portland)

 

Oladipo / Fonte: NBA Photos @Getty Images
Oladipo / Fonte: NNB Photos @Getty Images

Washington Wizards: Os Wizards continuam a colecionar escolhas no top 5 – top10 nos drafts, algo que lhes garante jovens muito talentosos e com muito potencial; contudo, continuam a não conseguir melhorar significativamente os seus resultados, falhando consecutivamente um lugar nos playoffs. Este ano reforçaram-se bem, com os extremos rookie Otto Porter, da Universidade de Georgetown, e Glen Rice Jr, da Universidade de Michigan, que trarão mais segurança na rotação da equipa. Espero sinceramente que John Wall e Bradley Beal consigam melhorar os seus desempenhos e transportar esta equipa para a luta pelos playoffs, pois penso que são uma das equipas com mais potencial – agora, não basta dizê-lo: é preciso provar em campo e é isso que os adeptos de Washignton esperam dos seus jovens Wizards.

Principais Entradas: Al Harrington (Orlando), Eric Maynor (Portland), Otto Porter (Rookie) e Glen Rice, Jr. (Rookie)

 

Washington Wizards / Fonte: NBA Photos @Getty Images
Washington Wizards / Fonte: NBA Photos @Getty Images

Comentários