A temporada regular da NBA, estando muito próxima do fim, encontra-se neste momento numa fase decisiva. No entanto, na Conferência Oeste já estão praticamente decididas as equipas que alcançarão a fase final. Warriors, Nuggets, Thunder, Rockets, Trail Blazers, Spurs, Jazz e Clippers. Só resta fazer as contas finais e saber em que posições ficam colocadas.

Desta forma, é quase certo que os Lakers, liderados por LeBron James, não alcançam os playoffs, ficando muito aquém daquilo que era esperado da famosa franquia de Los Angeles, que esta temporada contratou o melhor jogador da liga na última década (ou mais até). As principais razões para esta época fracassada baseiam-se, a meu ver, em três fatores: as lesões que ocorreram durante a temporada, que incluem jogadores fundamentais como LeBron James e Lonzo Ball, a incompetência de Luke Walton e, por último, a incompetência de Magic Johnson e Rob Pelinka.

Vou começar por falar da lesão que mais afetou os Lakers, a lesão de LeBron James, o melhor e mais influente jogador do plantel. Relembro que, antes da sua lesão, a equipa ocupava o quarto lugar e competia num ritmo bastante aceitável. Depois da sua lesão, a equipa perde ritmo, critério no passe, espírito ganhador e um jogador capaz de decidir jogos seja pela sua capacidade de enfrentar qualquer defensor e marcar ou pela sua capacidade de assistir, e assim perde 11 dos 17 jogos seguintes e, por isso, desce na tabela classificativa.

Outra lesão que afetou e ainda afeta o estilo de jogo dos Lakers é a lesão de Lonzo Ball. Para muitos críticos, comentadores desportivos e adeptos do desporto, Lonzo não tem qualidade suficiente e não merece um lugar no plantel. Para mim, Lonzo Ball, apesar de não ser um jogador estatisticamente muito bom, é um criador de jogo de qualidade e um excelente defensor, o que neste momento faz muita falta à equipa.

Em segundo lugar, o que eu penso ter sido um fator determinante para o insucesso dos Lakers nesta temporada é a incapacidade de Luke Walton. Assisti a muitos jogos (quase todos) e notei uma enorme falta de critério na troca dos jogadores, na gestão da equipa e, além disso, culpo Luke Walton, principalmente pela falta de qualidade de jogo e de movimentação que a equipa demonstrou em variados encontros. Os Lakers já tiveram treinadores de grande qualidade que ficaram para a história, como Pat Riley ou Phil Jackson, mas não me parece que Luke seja um deles.

Walton também tem culpas no momento da equipa
Fonte: NBA

Por último, considero que Magic Johnson e Rob Pelinka têm uma grande parte da responsabilidade nos maus resultados desportivos desta época. Na minha modesta opinião, a contratação de jogadores foi terrível.

Depois de ver LeBron James a chegar a Los Angeles para vestir a Jersey dos Lakers, tinham de o rodear com bons atiradores, por exemplo, seria melhor opção se tivessem mantido Julius Randle e Brook Lopez, que, ao longo desta temporada, revelaram ser atiradores bastante razoáveis e, para além disso, têm bastante margem de progressão. Depois, a contratação de Michael Beasley, Lance Stephenson e agora recentemente Muscala e Bullock são, no mínimo, desnecessárias.

Da mesma forma, Rondo acrescenta muita qualidade de passe, visão de jogo e experiência, mas é mais um playmaker, para além de LeBron e Lonzo Ball. (Concluindo, a equipa não tem um único atirador de confiança para além de LeBron James, que é um atirador bastante razoável.) Como se isto não bastasse, Magic e Pelinka provocaram uma enorme instabilidade nos elementos mais jovens do plantel, (Kuzma, Ingram e Lonzo) quando deixaram que houvesse fuga de informação acerca da troca de Anthony Davis que nem chegou a acontecer.

Por todas estas razões, sinto que na próxima temporada os Lakers vão contratar outro treinador e principalmente contratar jogadores de qualidade, isto se quiserem chegar aos playoffs e quiserem lutar pelo título.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: NBA

Comentários