Estamos a menos de duas semanas do final da temporada regular na NBA. E se muito já está decidido, o que é normal numa temporada com 82 jogos por equipa, ainda há vários pontos de interesse destes últimos dias. Há lugares de playoff a decidir, há equipas que não sabem se vão de férias mais cedo e um monstro chamado Zion a sair da universidade.

No Oeste, é só uma questão de tempo até os Kings ficarem matematicamente de fora dos playoffs e ficarem assim definidos os oito concorrentes. Mas a maior história será sempre a de um outro King, que vive agora em Los Angeles. LeBron James tem sido a face da NBA, pelo menos, na última década e vai terminar a sua temporada em abril, pela primeira vez, desde o longínquo ano de 2005. E os Lakers ainda podem cair o suficiente para conseguirem uma escolha no draft que seria inesperada.

Mas deixando de lado LeBron, falta decidir ainda o vencedor do Oeste. Warriors e Nuggets estão próximos e ainda se defrontam em Oakland. Mais habituados a estas andanças, os Warriors poderão começar a descansar jogadores e não será de estranhar que a turma de Denver vença o lado do Pacífico. Daí para baixo, virá a luta pela vantagem caseira e os matchups ideais, mas pouco mais interessará.

Giannis e os Bucks não precisam de olhar para cima, pois só uma hecatombe lhes retirará o melhor recorde da liga
Fonte: Milwaukee Bucks

Do lado Este, Antetokoumpo e os Bucks caminham para o melhor recorde da liga. Aliás, os cinco primeiros lugares estão basicamente entregues, faltando saber quem ficará com a vantagem caseira no confronto Pacers-Celtics. Daí para baixo é que tudo se complica. Nets, Pistons, Magic, Heat e Hornets lutam pelos últimos três lugares nos playoffs, com apenas 2.5 jogos a separarem os de Brooklyn (sextos classificados) e os de Charlotte (décimos).

Por fim, a luta de quem mais perdeu. Os quatro piores recordes da liga ficarão com as maiores possibilidades de garantirem a escolha número um do draft, que será Zion Williamson. Knicks, Suns e Cavaliers já devem ter assegurado três desses quatro recordes, com os Bulls a deverem juntar-se a eles. Há mais nomes de interesse a entrarem na NBA este ano, mas o potencial de Zion é aquele que faz os adeptos sonharem.

Foto de Capa: Golden State Warriors

Comentários