Cabeçalho modalidades

Desde despedimentos a problemas no balneário, passando por lutas dentro do campo ou nas redes sociais, a NBA tem estado animada nos últimos tempos. Porém, não por aquilo a que estamos habituados. A tensão está alta no basquetebol norte-americano e não parece que vá parar tão cedo.

Começando pelos Milwaukee Bucks, que despediram esta semana o treinador Jason Kidd. Os Bucks têm estado abaixo do seu potencial e a rutura para com o treinador era há muito esperada pelos adeptos, mas a estrela Giannis Antetokounmpo não parece ter ficado nada agradado com a saída de Kidd, tendo sido o próprio treinador a informar a imprensa dessa situação. Como cereja no topo do bolo, os Bucks festejaram o seu aniversário no dia em que despediram Jason Kidd, algo que significou que quem visitasse a página de twitter da equipa de Milwaukee nesse dia seria recebido com a notícia do despedimento de Kidd, com balões e confetti a percorrerem o ecrã.

Ainda no Este, a química dos Cavs e a dos Wizards não está sequer perto do desejável. A equipa de Cleveland simplesmente não defende e, numa reunião de equipa, foi questionada a atitude de Kevin Love, que falhou o jogo com os Thunder (no qual os Cavaliers sofreram 148 pontos) por estar doente. Na capital, a reunião que os jogadores tiveram devido aos maus resultados teve o efeito contrário ao desejado. As estrelas John Wall e Bradley Beal saíram mais chateadas do que quando entraram e no jogo frente aos Mavericks, depois de Wall ter chamado “anão” a JJ Barea, o base dos Mavs respondeu com um “ninguém na tua equipa gosta de ti”, algo que poderá não estar muito longe da verdade.

Damian Lillard não está satisfeito com o rumo dos Blazers Fonte: NBA
Damian Lillard não está satisfeito com o rumo dos Blazers
Fonte: NBA

Ainda durante os últimos dias, Damian Lillard e Kawhi Leonard terão demonstrado desagrado com as suas equipas. Lillard reuniu-se com os diretores dos Trail Blazers para saber qual é o futuro que pretendem para a equipa e a resposta não parece ter sido a mais animadora. Em San Antonio, um franchise habituado a estar longe das luzes da ribalta, Leonard está cansado da maneira como a sua lesão tem sido tratada pelos responsáveis dos Spurs.

Por fim, as lutas têm aumentado. Dentro de campo, James Johnson e Serge Ibaka tentaram resolver os seus problemas com outro tipo de desporto e o mesmo aconteceu quando Arron Afflalo puxou o seu braço atrás e tentou socar Nemanja Bjelica. Fora do campo, vários têm sido os casos de jogadores a deixarem “gosto” em publicações online, deixando no ar algum tipo de guerra. Por exemplo, Kyrie Irving fê-lo num vídeo de LeBron James a gritar com os colegas e Isaiah Thomas num vídeo de Jalen Rose a criticar Paul Pierce por não querer que os Celtics façam uma homenagem ao pequeno base na noite em que a sua camisola será retirada.

Alguns destes acontecimentos são normais durante uma temporada, mas é difícil recordar uma época em que tenham acontecido todos e num tão curto espaço temporal. Dentro ou fora de campo, a temporada da NBA está a ser recheada de pequenas guerras e desentendimentos que acabam por nada ter a ver com o jogo e que desviam algumas das atenções.

Foto de Capa: NBA

Artigo revisto por: Ana Rita Cristóvão

Comentários