Numa temporada de muitas mudanças, uma equipa manteve-se (e, quem sabe, até melhorou qualquer coisa) e, tendo sido a melhor equipa da fase regular há um ano, merece estar agora na pole position. Os Bucks e Giannis estão de volta, com uma aparente versão melhorada de algo que já era muito bom e assumem-se como favoritos. Pelo menos por agora…

Por uma ou outra razão, novas caras chegaram à luta pelo anel. Mas num mar de Lakers, Clippers ou Sixers, só os Bucks mantêm o plantel quase intacto. E , por isso, partem na frente e assim seguem quase com um quarto de temporada realizado.

As equipas de Los Angeles apresentam duplas letais mas que ainda precisam de algum trabalho. No caso dos Lakers, talvez precisem de um calendário mais apertado também e os Clippers têm lidado com o descanso das suas estrelas. Já os Sixers estão mais maduros, mas perderam o seu melhor jogador nos últimos playoffs. Só os Bucks podem prosseguir o seu trabalho e isso nota-se.

O ataque “ou lanças perto do cesto ou lanças de três” de Mike Budenholzer é já conhecido desde o seu trabalho em Atlanta. Budenholzer é um dos “assassinos” da meia-distância da NBA, mas o seu produto traz resultados, pelo menos em ambiente pré-playoffs. Com Antetokounmpo rodeado de atiradores, é uma tática que faz sentido, até aparecerem os longos e rápidos defesas de Toronto, que tiraram os pontos no garrafão a Giannis e rapidamente recuperavam para contestar lançamentos. Faltava aqui uma peça e é nisso que o MVP tem trabalhado e que pode fazer dele um jogador imparável: o lançamento exterior.

Giannis começou a época como terminou a anterior e foi o MVP do mês de novembro no Este
Fonte: Milwaukee Bucks

Giannis tem tentado mais lançamentos exteriores e embora os seus 30% de eficácia não sejam ainda um número que assuste as defesas, a confiança que o grego vai ganhando pode mudar tudo. Um ou outro lançamento acertado fará a defesa aproximar-se e, aí, Antetokounmpo estará no seu paraíso, com espaço para progredir e abusar de defesas que não fecham o cesto.

Os Bucks são neste momento a única equipa já com o trabalho feito e a lição estudada, no que toca às maiores candidatas ao título e isso vê-se no campo e na classificação. A turma de Milwaukee joga rápido, com eficácia e tem um MVP em crescendo. Isso é assustador e deve colocar os rivais em sentido. Estes Bucks serão, na sua máxima força, um alvo a abater.

Foto De Capa: Milwaukee Bucks

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários