Picks 20 a 16

O jovem francês Elie Okobo foi um dos jogadores com maior crescimento na Europa este ano
Fonte: Elan Béarnais Pau Lacq Orthez

20. Minnesota Timberwolves – Kevin Huerter, SG (Maryland): o ano foi positivo em Minnesota, com o regresso aos playoffs, mas ficou a ideia que os Wolves ficaram aquém do seu real valor. Algo que faltou aos Timberwolves foi acerto no lançamento exterior, coisa que Huerter traz em grandes quantidades e de vários sítios.

19. Atlanta Hawks – Elie Okobo, PG (Elan Béarnais Pau Lacq Orthez): Okobo é um marcador de pontos natural, algo que ficou visível num jogo em que marcou 44 pontos em Maio, frente ao Monaco. Em Atlanta, Okobo encontraria a oposição inicial de Dennis Schroder para a posição de base, mas a maneira quase sem esforço como coloca a bola no cesto e como faz a equipa jogar pode levar os Hawks a optarem pelo francês e a negociar uma troca por Schroder, que não esperará muito tempo para poder lutar pelo anel.

18. San Antonio Spurs – Keita Bates-Diop, SF (Ohio State): com a ausência de Kawhi Leonard, foi notória a falta de produtividade dos dois lados do campo dos Spurs na posição de extremo. Bates-Diop não tem a influência de Kawhi em campo, mas caso este seja mesmo trocado, o ex-Ohio State poderá oferecer o mesmo perfil físico, força defensiva e versatilidade ofensiva, embora em doses mais pequenas.

17. Milwaukee Bucks – Donte DiVincenzo, SG (Villanova): os Bucks procuram sair da situação de potencial candidato para real candidato, às costas de Giannis Antetokounmpo. O grego faz quase tudo bem, mas terá no lançamento exterior a maior fraqueza e convém rodeá-lo de atiradores capazes. DiVincenzo é isso mesmo, como prova a sua montruosa exibição na final do March Madness que deu a Villanova o título. Para além do lançamento exterior, Donte sabe organizar a equipa com bola e defende com bastante agressividade.

Anúncio Publicitário

16. Phoenix Suns – Shai Gilgeous-Alexander, PG (Kentucky): para além da primeira escolha, há uma possibilidade a meio da primeira ronda para os Suns adicionarem talento ao seu plantel. Gilgeous-Alexander é um extraordinário defesa, com altura e envergadura invejáveis para a sua posição e com excelentes instintos como passador e criador de jogo. Numa equipa que conta com Devin Booker, o base vindo de Kentucky pode ser o complemento ideal para o backcourt dos Suns.