Cabeçalho modalidades

Depois da agitação do draft, da entrega do título de MVP a Westbrook e dos pequenos negócios, a primeira grande aquisição foi feita pelos Houston Rockets. Esta quarta feira, a a equipa Texana anunciou que Chris Paul, proveniente dos LA Clippers, se juntaria a James Harden e companhia.

Com opção de não renovar contrato com os Clippers e se tornar num agente live, Paul decidiu, de facto, renovar, podendo conseguir um contrato mais vantajoso e favorecendo a sua, agora, ex-equipa. Com a ida do base para Houston, os Clippers receberam em troca sete jogadores – Patrick Beverley, Sam Dekker, Lou Williams, DeAndre Liggins, Montrez Harrell, Darrun Hilliard Kyle Wiltjer – e ainda uma escolha na primeira ronda do draft de 2018.

Anúncio Publicitário

Na passada temporada Chris Paul teve uma média de 18,1 pontos, 9.2 assistências, cinco ressaltos e 1,9 roubos de bola por jogo.

Chris Paul junta-se agora a James Harden, aumentando as expectativas sobre a equipa de Houston Fonte: Space City Scoop
Chris Paul junta-se agora a James Harden, aumentando as expectativas sobre a equipa de Houston
Fonte: Space City Scoop

A questão que se coloca agora é: como irão os Rockets montar esta equipa? Depois da melhor época da carreira de James Harden, que foi precisamente a jogar como base, a equipa anuncia a contratação de um mitíco jogador para a mesma exata posição. A discussão é grande entre os fãs de NBA, mas, honestamente, tenho a certeza que Mike d’Antoni, vencedor do prémio Melhor Treinador, saberá exatamente o que fazer com os jogadores que tem na mão.

Resta saber se a determinação dos Rockets em construir uma equipa capaz de pôr um travão aos Warriors, será suficiente.

Uma coisa é certa, ainda agora terminou a época de 2016/2017 e a de 17/18 já está a aquecer.

Foto de Capa: NBA

artigo  revisto por: Ana Ferreira