Das ruas da Figueira da Foz e do pavilhão do Ginásio Figueirense para ser uma das melhores de sempre. Depois de a WNBA (Women’s National Basketball Association) lançar a lista das 25 melhores jogadoras de sempre da Liga, aquilo que se ambicionava e era expectável aconteceu.

Ticha Penicheiro está presente nessa mesma lista, sendo a única jogadora europeia incluída. A portuguesa acumula este grande feito com outros, como a lista de 15 e 20 melhores jogadoras nos primeiros 15 e 20 anos de WNBA, para além de, nada mais, nada menos do que a presença no Hall of Fame do basquetebol feminino norte-americano.

Patrícia Nunes Penicheiro, ou Ticha, como é nossa bem conhecida, brilhou pelos pavilhões norte-americanos até 2012, mas o seu nome continua em altas. Deixou marca e é considerada uma das grandes lendas do basquetebol feminino.

Podemos até falar dos números e recordes, de ser quatro vezes All Star, duas vezes All-WNBA First Team e detentora do maior número de assistências da competição até 2017, mas ficará sempre na memória a forma como Ticha jogava.

Anúncio Publicitário

No currículo, conta com as origens da Figueira da Foz, a passagem ainda vitoriosa pela União Desportiva de Santarém e os altos voos para os Estados Unidos.

Marcou passo na Universidade de Old Dominion e, em 1998, foi draftada pelas Sacramento Monarchs. (Se isto de portugueses em Sacramento for, efetivamente, um bom presságio, Neemias Queta está bem encaminhado para fazer ainda mais história.)

Ao serviço das Monarchs, Ticha não fazia nada mais do que brilhar. No final da sua primeira época, terminou em terceiro lugar na votação para Rookie do ano. Pouco mais de 20 anos depois, Ticha continua a ser enaltecida e galardoada com as mais diferentes distinções.

Se há alguém que deveríamos enaltecer e fazê-lo com todo o orgulho é, também, Ticha –nunca virou a cara à luta e partiu em busca do seu sonho.

Pelo caminho, bateu recordes, marcou e inspirou gerações e, mesmo sem jogar, continua a fazê-lo. Passaram 20 anos e Ticha é, indiscutivelmente, uma das melhores de sempre naquilo que sempre gostou de fazer: jogar basquetebol.

A WNBA abriu ainda uma votação pública para a eleição da melhor jogadora de sempre da competição, mas, independentemente de qualquer resultado, a Ticha Penicheiro é a nossa melhor do mundo.

Foto de capa: FPB

Artigo revisto por Andreia Custódio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome