Anterior1 de 2

“With the 13th pick in the 2019 NBA draft, the Miami Heat select… Tyler Herro, from the University of Kentucky” (Com a décima terceira escolha no Draft de 2019 da NBA, os Miami Heat escolhem Tyler Herro, da Universidade de Kentucky). Foi com esta frase de Adam Silver, o comissário da NBA, que o caminho de uma jovem estrela começou a nível profissional.

Desde muito cedo, o natural do Wisconsin começou a ser seguido de perto por muitos olheiros. A capacidade de lançar em qualquer parte do campo e a superioridade que sempre teve em relação aos restantes adversários era evidente. No entanto, nunca foi afamado como muitos jogadores da sua geração, ficando sempre um patamar abaixo nos rankings antes da entrada na faculdade.

Foi precisamente na transição entre a escola secundária e a escolha da universidade que Herro ficou mais conhecido, mas não pelos melhores motivos. Ainda pouco recrutado pelos grandes programas, o jovem basquetebolista escolheu a Universidade de Wisconsin, dando um grande impulso à instituição do local onde nasceu, ganhando igualmente um grande respeito pela comunidade.

Tudo mudou quando, um ano mais tarde, John Calipari, o emblemático treinador de Kentucky fez uma visita a um jogo de Tyler. A exibição agradou e prontamente fez uma proposta para se mudar para os Big Blue. Por consequência, o jogador deixou de lado a oportunidade de jogar pela equipa da casa, os Badgers, para representar uma das equipas mais tituladas da NCAA.

Anúncio Publicitário

Apesar de ser uma decisão que iria favorecer o atleta, os adeptos, como seria de esperar, não pensaram da mesma forma. Depois do anúncio, a casa e alguns pertences da família Herro foram vandalizados por adeptos de Wisconsin, mas a adversidade fortaleceu o jovem e tornou-o numa pessoa bastante diferente.

Cada jogo em casa parecia um ambiente hostil ao maior rival. Com isso, moldou-se aos poucos a personalidade que vemos hoje nos pavilhões da NBA. A mudança radical de comportamento tornou-o mais convencido e um verdadeiro trash-talker. Com isso, as exibições subiram ainda mais de nível, tornando-o um melhor jogador do que já era.

Foto de capa: Miami Heat

Anterior1 de 2