cab ncaa

(Primeira Parte do Texto AQUI)

A quarta ronda, denominada Sweet Sixteen devido ao número de equipas ainda presentes na competição (16), teve lugar nos dias 27 e 28 de Março e corresponde às meias-finais regionais. Começou com a confirmação de Dayton como a Cinderella Team do torneio ao bater Stanford por 82-72 e qualificar-se para a ronda seguinte pela segunda vez na sua história (a primeira foi em 1984). Num jogo em que qualquer das equipas podia, à partida, ter saído vencedora, Wisconsin levou a melhor sobre Baylor, ganhando facilmente por 69-52, quando se esperava um jogo mais equilibrado. Para fechar o dia, os super-favoritos Florida e Arizona eliminaram UCLA e San Diego State respectivamente. O segundo dia desta ronda relembrou-nos mais uma vez o porquê da denominação March Madness: Michigan State venceu Virginia por 61-59 num jogo de loucos e Kentucky deixou para trás o campeão em título, Louisville, ganhando por 74-69 num duelo entre dois dos melhores treinadores a nivel universitário – Rick Pitino e John Calipari. Connecticut, na surpresa do dia e impulsionado pelas exibições do seu small forward DeAndre Daniels (27 pontos e 10 ressaltos) e do seu point guard Shabazz Napier (19 pontos, 5 ressaltos e 5 assistências) acabou com o sonho de Iowa State e do seu forward Dustin Hogue (37 pontos e 6 ressaltos), ganhando por 81-76, enquanto Michigan mandou Tennessee para casa depois de um jogo apertado em que ganhou por 73-71.

Shabazz Napier o MOP do torneio corta as redes depois da vitoria final Fonte: Charlie Neibergall/AP
Shabazz Napier foi sensacional na competição
Fonte: Charlie Neibergall/AP

Chegámos então à quinta ronda, as finais regionais, que teve lugar nos dias 29 e 30 de Março e se designa por Elite Eight, pois estamos perante as oito “melhores” equipas deste ano. Dayton caiu finalmente – fizeram um bom torneio mas a qualidade de Florida foi demasiada, com o point guard Scottie Wilbekin a marcar 23 pontos na vitória dos Gators por 62-52. No outro jogo do dia, Wisconsin bateu Arizona por 64-63. Apesar da qualidade de Wisconsin, este resultado foi uma surpresa pois a equipa de Arizona era vista como uma das favoritas à vitória final, mas os 28 pontos e 11 ressaltos (duplo-duplo) do forward Frank Kaminsky foram demasiado para a equipa de Arizona, que acabou por cair em overtime depois de um grande jogo de parte a parte. Connecticut continuava a eliminar favoritos, derrotando desta vez Michigan State por 60-54 e apoiando-se mais uma vez no jogo do seu point guard Shabazz Napier, que continuou a elevar o seu jogo à medida que o torneio avançava, desta vez com 25 pontos, 6 ressaltos e 4 assistências. Kentucky deixou para trás Michigan, ganhando por 75-72 com um triplo de Aaron Harrison a 2.3 segundos do fim, mostrando mais uma vez que são uma força a ter em conta, principalmente com a qualidade dos gémeos Harrison e da máquina de duplos-duplos Julius Randle, que fez o seu 24º duplo-duplo da época – 16 pontos e 11 ressaltos, desta vez.

O Final Four teve lugar no dia 5 de Abril e começou logo com um choque: Connecticut eliminou Florida, o grande favorito, por 63-53, apoiando-se no jogo do seu point guard Shabazz Napier, que fez 12 pontos, 6 assistências e 4 roubos de bola, mas principalmente no seu small forward, DeAndre Daniels, que explodiu com um duplo-duplo de 20 pontos e 10 ressaltos. Do outro lado, o center Patrick Young fez um bom jogo, com 19 pontos e 5 ressaltos, e a estrela da equipa, o point guard Scottie Wilbekin, foi a grande desilusão da noite, fazendo apenas 4 pontos. No outro encontro, Kentucky bateu Wisconsin por 74-73, mais uma vez com um triplo do mais clutch possivel do point guard Andrew Harrison a 5.7 segundos do fim. Já é a terceira vez que ele faz isto. Depois de Michigan e Louisville, essa foi a vez de Wisconsin. Ambas as equipas jogaram bem, mas, no fim, o talento individual do cinco inicial de Kentucky acabou por fazer a diferença. De realçar que todos os jogadores da equipa titular dos Wildcats são freshmen (caloiros), o que leva a comparações com a grande equipa dos Michigan Wolverines de 1991/1992, os chamados Fab Five, que, com cinco freshmen a jogar de início (Jalen Rose, Chris Webber, Juwan Howard, Jimmy King e Ray Jackson), chegaram à final do torneio, onde acabaram por perder com Duke. Os Fab Five 2.0, como foram apelidados por Jalen Rose no seu podcast semanal no Grantland Channel, esperam que a sua época acabe de forma diferente do Fab Five original. À partida, Kentucky era favorito, algo que Michigan nunca foi.

Anúncio Publicitário
Florida, os grandes favoritos, acabaram por cair diante dos futuros campeões na final four Fonte: veooz.com
Florida, os grandes favoritos, acabaram por cair diante dos futuros campeões na final four
Fonte: veooz.com

A tão esperada final do torneio masculino de basquetebol da NCAA foi disputada em Arlington, no Texas, a 7 de Abril e contou com alguns ilustres nas bancadas, como os ex-Presidentes dos Estados Unidos da América Bill Clinton e George W. Bush ou o dono e o quarterback dos Dallas Cowboys, Jerry Jones e Tony Romo. Todos eles viram Connecticut sagrar-se campeão do Torneio da NCAA, ao bater Kentucky por 60-54. Mais uma vez, a equipa contou com um inspirado Shabazz Napier, que anotou 22 pontos, 6 ressaltos, 3 assistências e 3 roubos de bola, superiorizando-se desta forma a James Young, de Kentucky, e aos seus 20 pontos e 7 ressaltos. A equipa treinada pelo ex-companheiro de Allen Iverson nos 76ers, Kevin Ollie, conquistou assim o seu quarto título na história do programa, sendo que o último tinha sido em 2011, com a estrela dos Bobcats Kemba Walker a liderar a equipa. Um dos factores que influenciou o jogo foram os lances livres, tendo Connecticut marcado 10 em 10, enquanto Kentucky falhou 11 em 24, mais do que suficiente para alterar o resultado final. O point guard dos Huskies, Shabazz Napier, foi eleito o MOP do torneio, ou seja, o Most Outstanding Player, prémio atribuido ao melhor jogador da competição. A distinção foi absolutamente merecida: Napier foi a revelação da competição e conduziu a sua equipa até à vitória máxima.

Fonte: NCAA.com
Fonte: NCAA.com