Depois de uma época muito bem conseguida por parte dos Boston Celtics, chegou a altura em que rumores e teorias da conspiração emergem a cada segundo. Os Celtics têm tudo. Estrelas já consolidadas, jovens promissores, jogadores de rotação, excelente equipa técnica, excelente estrutura e, como se ainda precisassem, draft picks – e daquelas bem apetecíveis.

Dentro dos muitos rumores, sabe-se que a relação entre Kawhi Leonard e os San Antonio Spurs já viu melhores dias. A sua qualidade faz dele um alvo para qualquer equipa, até mesmo para os já bem apetrechados Celtics. Contudo, será que o custo de adquirir Kawhi compensa? Não, de todo. Kawhi quer ir para Los Angeles Lakers, o próprio já o disse à sua atual equipa. Para os Celtics significaria ter de abdicar de Jayson Tatum – o jogador que os San Antonio mais cobiçam – e isso tem de estar fora de questão.

Nesta offseason, muitos são os jogadores apontados aos Lakers: Paul George, Kawhi Leonard e LeBron James. Imaginando um cenário em que estes três incríveis jogadores vão todos para os Lakers, será que os Boston Celtics ficam atrás? Não me parece. 

No cenário ideal, os Celtics têm Kyrie Irving e Gordon Hayward saudáveis, um veterano em Al Horfod, e dois talentos emergentes em Jaylen Brown e Jayson Tatum. Esta equipa em nada é inferior aos “Lakers imaginários”. 

Anúncio Publicitário

Aliás, são uma equipa muito mais sólida devido às opções de segunda linha – principalmente se conseguirem manter Marcus Smart e Aaron Baynes. E mesmo se os Lakers, de facto, juntarem uma Big 3, mesmo nesse cenário hipotético, ainda existem os Golden State Warriors. Os Celtics vão seguir como favoritos no Este, até se LeBron ficar nos Cavaliers. Do outro lado deixá-los lutar – melhor para os Celtics.

Aaron Baynes mostrou-se a bom nível durante a sua primeira época na Beantown. Os fãs, assim como a equipa técnica, querem-no de volta no próximo ano.
Fonte: NBA

Portanto, caro GM dos Boston Celtics, Danny Ainge, fica quieto. Foca-te em reassinar contratos com os teus, em solidificar o jogo interior e exterior com alguns veteranos. Só em casos de óbvio lucro é que deves fazer uma troca. A paciência é uma virtude, não é o que dizem? 

Uma vitória: foi esta a distância ínfima a que ficaram os Boston Celtics das finais da NBA. Danny Ainge levou-os até lá, Danny Ainge saberá pô-los lá de novo.

Foto de Capa: NBA

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro