O Campeão em título, o AEIST, começava a defesa do troféu frente à equipa do AEISEG. Na primeira parte, os campeões tiveram alguma dificuldade em conseguir dar a volta aos homens do ISEG. Um jogo muito disputado a meio-campo, muito físico, onde as defesas ganhavam os duelos aos ataques, portanto sem grandes ideias ofensivas.

Os Engenheiros da Alameda eram quem ditavam as regras e tinham o controlo, criando algumas oportunidades mas tinham sempre a boa réplica do ISEG.  Os jogadores de Santos conseguiram bater-se bem com o campeão em titulo e foram premiados com um golo já perto do final da primeira parte e que golo, um dos melhores desta jornada, de livre directo. A equipa do Técnico quis responder, atacou, mas esbarrou sempre da combativa defesa do ISEG, que por duas vezes tirou o pão da boca aos campeões.

Ao intervalo, a AEISEG surpreendia a AEIST com a vantagem por um golo, numa primeira parte nem sempre bem jogado e onde os campeões nacionais só se podem queixar de si próprios.

Foi um jogo muito disputado entre as duas equipas
Fonte: Inês Catarino/ADESL

Já na segunda parte, os homens da Alameda chegaram mesmo ao empate e partir daí não mais pararam. Contudo, foi nos minutos finais que o jogo mais animou. O Técnico chegou à vantagem no marcador, mas essa mesmo vantagem não durou muito. No lance imediatamente a seguir, o ISEG restabeleceu a igualdade.

Anúncio Publicitário

O parecia que ia terminar empatado mas os engenheiros não gostavam muito da ideia. Após uma assistência do defesa esquerdo Telmo (fez três só neste jogo) o ponta de lança aplicou um fantástico pontapé de bicicleta e deu assim os três pontos à AEIST.

Flash Interview:

 

Jogo completo:

Foto de Capa: Inês Catarino/ADESL

Artigo de opinião de André Conde e Guilherme Anastácio