Depois do déjà vù da primeira corrida que terminou com mais uma vitória incrível de Andrea Dovizioso (Ducati team), segue-se a segunda ronda do campeonato mundial. Os pilotos seguiram, este fim-de-semana, rumo a Termas de Río Hondo, na Argentina para mais uma batalha. Este é um circuito menos bom para o piloto italiano que terá de dar tudo para conseguir juntar o maior número de pontos possível.

Pelo contrário, tudo indica que este é um bom circuito para a Honda e adequado ao estilo de condução de Marc Marquez (Repsol Honda Team), O piloto espanhol referiu na conferência de imprensa desta quinta-feira que apesar de estar a conseguir alcançar uma boa velocidade, não será fácil manter-se na frente no domingo.

O vencedor do ano passado, Cal Crutchlow (Castrol Honda Team), também se mostrou confiante depois de um excelente fim-de-semana no Qatar, onde conseguiu subir ao pódio, em terceiro lugar. Apesar de não ser o seu circuito de eleição, diz que “anda muito bem na Argentina e que espera uma corrida de grupo no domingo”.

Quanto à Yamaha, há ainda muito para trabalhar para conseguir obter o melhor package. Quem o diz é Valentino Rossi (Movistar Yamaha Team) que reconhece ainda que tem que melhorar a sua performance nos treinos livres. 

A Suzuki também esteve presente na conferência de imprensa, representada por Alex Rins. O piloto espanhol sublinhou que este poderá ser um dos melhores circuitos para a sua mota. Depois de ter conseguido o seu primeiro pódio na categoria no circuito argentino, Rins assegura que irá dar tudo para repetir o feito do ano passado.

Quanto aos rookies, Fabio Quartararo (Petronas Yamaha Team) sublinhou que é muito bom ter mais três novatos na categoria é muito interessante, acrescentando ainda que “é quase como ter um pequeno campeonato entre si”.

Já o piloto português, Miguel Oliveira mostrou-se motivado para a corrida no traçado Argentino. Para a prova deste fim-de-semana, mantém o seu grande objetivo: terminar esta segunda etapa dentro dos pontos. Para que isso possa acontecer, terá de se adaptar rapidamente ao traçado argentino. Este é um circuito que agrada ao piloto de Almada e no qual se irá apresentar confiante e pronto para lutar pelos seus objetivos.

Miguel Oliveira no circuito argentino no primeiro dia de treinos livres
Fonte: MotoGP

Espera-se mais um fim-de-semana incrível na companhia dos melhores do mundo, numa corrida que também dependerá do estado do tempo. A Argentina é conhecida pelas suas súbitas mudanças de tempo que podem estragar o trabalho das equipas. Isto, porque, todos os planos e preparação feitas nos treinos livres e qualificações poderão não ser adequados para domingo se tivermos um dia chuvoso.

Dito isto, e tendo em conta os resultados do ano passado, tudo indica que Marc Marquez terá tudo para vencer esta corrida e roubar o primeiro lugar no campeonato a Andrea Dovizioso.

Foto de Capa: MotoGP

Comentários