A 11º ronda do mundial de motociclismo (MotoGP) leva os pilotos até à Áustria, ao circuito de Red Bull Ring. Casa da KTM, o Red Bull Ring recebe o MotoGP desde 2016. Este é um dos circuitos que a Fórmula 1 e o MotoGP fazem o mesmo circuito, podendo ‘haver a comparação’ que muitos adeptos das duas e das quatro rodas gostam de fazer.

Jorge Lorenzo não estará na Áustria. O piloto da Honda foi o último vencedor deste GP quando estava na Ducati
Fonte: Ducati Motor

Nas três visitas anteriores a este circuito tivemos três vencedores diferentes. Em 2016, Andrea Iannone venceu, 2017 viu Andrea Dovizioso vencer e em 2018 Jorge Lorenzo venceu. Todas as vitórias foram da Ducati. Teremos outro vencedor este ano? Será que uma máquina sem ser a italiana vencerá?

Até agora, o Grande Prémio da Áustria conta com o domínio de Marc Márquez. A pior posição do campeão do mundo foi terceiro, na quarta sessão de treinos livres. Assim sendo, não foi problema nenhum fazer a pole position para a corrida de amanhã, com um tempo de 1:23.027s. Márquez ultrapassou este fim-de-semana um dos míticos do MotoGP, Mick Doohan. Marquéz agora conta com 59 pole positions, contra 58 do australiano.

Fabio Quartararo (Petronas Yamaha) foi o segundo mais rápido e a completar a primeira fila ficou Andrea Dovizioso (Ducati).

Maverick Vinales (Yamaha) parece ser a esperança da Yamaha oficial. O espanhol sai da segunda linha da grelha de partida, mas também mostrou estar confortável no circuito austríaco. Enquanto isso, Valentino Rossi (Yamaha) parte de 10º lugar. Sendo que ‘Il Doctore’ nunca foi um piloto de grandes qualificações, a corrida pode ser melhor para o veterano italiano.

Maverick Vinales parte na frente de Valentino Rossi
Fonte: Monster Energy Yamaha MotoGP

Mais atrás (mas não muito atrás), Miguel Oliveira (KTM) impressionou. O português está a mostrar trabalho no Grande Prémio caseiro da KTM, e levou a moto da equipa Tech3 até lugares interessantes. Miguel Oliveira falhou a segunda sessão de qualificação por apenas dois milésimos! Um resultado impressionante. Nos treinos já tinha dado boas indicações, com um sexto lugar no segundo treino livre. Espera-se uma boa corrida para Oliveira, que parte de 13º lugar.

Miguel Oliveira esteve muito forte nas sessões antes do GP da Áustria
Fonte: RedBull KTM Tech3

Na Honda, o substituto de Jorge Lorenzo, ainda lesionado, continua a só marcar presença. Stefan Bradl sai de última posição para este Grande Prémio. Também podemos esperar uma boa corrida com Jack Miller (Ducati), que procura garantir o seu lugar na Pramac Ducati com rumores a surgirem de que Lorenzo pode estar próximo do seu lugar.

‘Prognósticos só no fim do jogo’, como se diz no futebol, mas parece que Marc Márquez está embalado para mais uma vitória, a terceira consecutiva e a sétima da temporada, para aumentar uma vantagem já larga no campeonato de pilotos. Miguel Oliveira também encontra-se muito bem encaminhado para amealhar pontos e talvez até conseguir o seu melhor resultado até agora – o melhor foi na Argentina, com um 11º lugar final.

Foto De Capa: Repsol Honda Team

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários