Anterior1 de 3

A CORRIDA: TESTEMUNHO DA YAMAHA DE ROSSI PARA QUARTARARO

Mais um domingo mais uma prova de MotoGP, neste 12.º Grande Prémio da temporada, desta feita em Silverstone, em Inglaterra, numa pista muito apetecível para todos os pilotos devido à sua largura e das suas várias mudanças de direção, com muitas curvas tanto para a esquerda como a direita.

No que toca ao piloto português, a KTM tinha em vista uma tarefa complicada, devido ao número reduzido de presenças neste circuito e também devido à já conhecida fissura no pulso direito, que tem causado mal-estar e dificultado a vida a Miguel Oliveira.

Pouco tempo após o início da corrida, foi exibida bandeira amarela no setor 2 com queda na primeira volta, na curva 9, de Marc Marquez e do rookie Jorge Martin, na sequência de dois toques consecutivos, tendo ambos os pilotos acabado por abandonar a corrida.

Anúncio Publicitário

Numa parte inicial da corrida, a luta pelo primeiro lugar chegou a ser protagonizada pelos irmãos Espargaro, até que o suspeito do costume se apoderou da primeira posição, quem mais senão o primeiro classificado do campeonato, o piloto francês Fabio Quartararo.

Com uma corrida em que todos os pilotos deram tudo, sempre acercados uns dos outros e a 13 voltas do final o anterior vencedor deste GP em 2019, Álex Rins atingiu a terceira posição.

A resiliência de Aleix Espargaro para se manter no pódio foi alimentando a esperança da construtora italiana em conquistar o primeiro pódio da marca, na categoria rainha do motociclismo.

A incerteza no 3.º e 4.º lugares manteve-se até às voltas finais, incerteza essa que acabou com a Aprilia a fazer história ao obter o seu primeiro pódio na categoria rainha, com uma belíssima ultrapassagem à Ducati do australiano Jack Miller no final da corrida.

Na última passagem de Valentino Rossi em Silverstone para o GP da Grã Bretenha, o mesmo acabou na 18.ª posição, dois lugares atrás do “Falcão” Miguel Oliveira.

Quartararo entrou na última volta com 3.4 de vantagem para o segundo e somou mais um triunfo na sua caminhada até ao título de campeão mundial, sendo o primeiro piloto da Yamaha a vencer neste GP desde o mítico Valentino Rossi.

Rescaldo de opinião de Henrique Gil
Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome