A ANTEVISÃO: CONSEGUIRÁ BAGNAIA VENCER?

O Moto GP mantêm-se na mesma pista da semana passada, o circuito de Misano. E a diferença que uma semana pode fazer… Se, na ronda anterior, as Yamaha dominaram nos treinos livres e na qualificação, este fim de semana, os outros construtores encontraram o melhor caminho para quebrar tal domínio.

Apesar disso, Maverick Vinales conquistou a segunda pole consecutiva. Na Yamaha, com testes a meio da semana, viu-se um novo sistema de escape, mas, na qualificação, nada de novo na M1. E mesmo assim Vinales foi o mais rápido.

Jack Miller parte da segunda posição, mas foi o seu companheiro que roubou o holofote na Q2. Francesco Bagnaia podia até ter ficado com a pole position, mas uma infração ao exceder os limites da pista retirou-lhe o tempo, ficando assim o jovem da Pramac Ducati na 5º posição.

Anúncio Publicitário

Na KTM, a segunda semana em Misano foi melhor. Pol Espargaró parte da quarta posição, enquanto Brad Binder ficou-se pela 6º posição na qualificação, ou seja, a segunda linha da grelha. Já Miguel Oliveira teve dificuldades. Duas quedas no TL3 e o português teve de ir ao Q1. Aí esteve rápido, mas o 15º foi o melhor que conseguiu.

O líder do campeonato, Andrea Dovizioso, parte da quarta linha da grelha, na companhia de Joan Mir, que, durante os treinos livres, mostrou-se muito bem na Suzuki. Takaaki Nakagami é a melhor das Honda, que, este fim de semana, viu Stefan Bradl ficar de fora também.

Por fim, problemas para Alex Rins, que terá de recuperar muitas posições. O espanhol parte da 18º posição desta corrida Moto GP, ficando apenas na frente de Bradley Smith e Tito Rabat.