2.

Rallye de Portugal (2001) – O dilúvio que se abateu pelo país fez com que a edição de 2001 fosse interessante a nível desportivo, mas a nível organizacional, um autêntico desastre. A lama, nevoeiro, água e pedras que marcaram esta edição fizeram com que nenhum carro de duas rodas motrizes chegasse ao fim.

Mas esta edição fez com que a FIA trocasse o nosso rali pelo Rali da Alemanha. Mas vamos aos troços. Em 2001, o rali foi decidido no último troço. Tommi Mäkinen, em Mitsubishi Lancer Evolution VI e Carlos Sainz, em Ford Focus RS WRC ’01, estiveram todo o rali separados por 17s ou menos. Assim, no último troço, Sainz, estava na frente por 0.3s, mas Mäkinen fez o que sabia melhor e derrotou o espanhol, vencendo com uma vantagem de 8.6s.