A UFC on ESPN 5 teve lugar em Newark, Nova Jérsia. Colby Covington dominou Robbie Lawler durante as cinco rondas do combate, e garantiu assim uma chance pelo título de peso meio-médio contra Kamaru Usman. Os restantes quatro combates do cartaz principal terminaram por finalização.

Colby Covington vs Robbie Lawler

O combate principal da noite colocou frente a frente o antigo campeão interino de peso meio-médio Colby Covington, e o antigo campeão da mesma divisão Robbie Lawler.

Covington venceu o título interino ao derrotar Rafael dos Anjos no UFC 225, e devido a uma lesão no nariz não conseguiu ter uma luta para unificar o título com o então campeão Tyron Woodley.

Robbie Lawler vinha de duas derrotas consecutivas, e estava com dificuldades em encontrar a forma que outra tinha: dominante, explosivo, e sempre à procura da finalização.

Ambos entraram agressivos no combate a lançar golpes muito fortes. Colby levou o combate para o clinch e fez no total quatro projeções. No chão procurou desgastar Lawler, e trabalhar nas costas do adversário.

No segundo round, Colby misturou o strike com o clinch e fez três projeções, com muita qualidade no trabalho de chão. Assim que se levantam perto do fim, o cansaço era visível em Lawler.

Colby acerta um direto em Lawler
Fonte: UFC

No terceiro assalto, Lawler entrou agressivo, mas Colby neutralizou-o com o trabalho no corpo a corpo. A partir de meio do round, Colby cimentou mais o seu domínio no strike, com Lawler a não ter energia para responder.

O quarto round foi mais 5 minutos de domínio para Colby. Lançou um enorme volume de golpes, não para finalizar mas sim pontuar.

No quinto round, Lawler esteve um pouco mais agressivo, mas Colby geriu bem a distância e foi inteligente em vários momentos para conseguir pontuar mais.

No final do combate, os juízes atribuíram a vitória a Colby Covington por decisão unânime (50-44, 50-45, 50-45).

Jim Miller vs Clay Guida

Dois veteranos enfrentaram-se na divisão de peso-leve. Jim Miller vinha de uma vitória frente a Jason Gonzalez por submissão. Por sua vez, Clay Guida derrotou no último combate a lenda BJ Penn por decisão.

Não há muito a relatar deste combate. Guida conseguiu abanar Miller com um golpe, mas este contra-atacou e foi a vez de Guida ir abaixo devido ao golpe. Miller viu-se na posição ideal para tentar uma guilhotina, e assim fez: finalizou a luta em 58 segundos.

Jim Miller festeja a rápida vitória por submissão
Fonte: UFC

Joaquim Silva vs Nasrat Haqparast

Joaquim Silva entrou para este combate vindo de uma vitória frente a Jared Gordon, enquanto Nasrat estava numa sequência de duas vitórias consecutivas.

Silva entrou a utilizar muito os pontapés: fosse ao corpo, pernas ou cabeça. Nasrat procurou lançar golpes no contra-ataque, e sempre que acertava era nesse momento.

O segundo round durou apenas 36 segundos: Nasrat lançou uma esquerda muito forte e Silva foi logo nocauteado.

Nasrat celebra a vitória frente a Silva
Fonte: UFC

Trevin Giles vs Gerald Meerschaert

Ambos atletas vinham de uma derrota. Giles perdeu contra Zak Cummings em maio, e Gerald perdeu contra Kevin Holland em março.

No início do primeiro round, Giles esteve muito forte no strike e até abanou Gerald. Conseguiu uma projeção, tentou a montada, mas Gerald fez uma raspagem incrível e na guarda procurou o triângulo de braço. Giles conseguiu reverter a posição, mas sem grande trabalho.
Gerald acerta um cotovelo em posição dominante
Fonte: UFC

No segundo round, Gerald levou logo o combate para o chão. Foram trocando de posição, mas Gerald conseguiu ficar mais tempo por cima. Nesta fase, o combate não estava a ser o mais entusiasmante para os fãs: tinham sido lançados apenas 7 pancadas significativas.

No terceiro round, Giles consegue defender a projeção de Gerald, mas este consegue melhorar a posição e aplicar uma guilhotina, que finalizou a luta.

Scott Holtzman vs Dong Hyun Ma

À entrada para este combate os dois lutadores procuravam recuperar de uma derrota: Holtzman contra Nik Lentz, e Hyun Ma contra Devonte Smith.

Entraram os dois hesitantes, a gerir a distância um do outro. Scott conseguiu acertar um direto de direita que levou Hyun Ma ao tapete, e inchou bastante o seu olho esquerdo.

No segundo assalto muitos golpes foram trocados, e Scott até foi ao tapete mas sem mostrar ficar muito danificado.

Holtzman acerta um cruzado em Hyun Ma
Fonte: UFC

Antes da terceira ronda o olho inchado de Hyun Ma foi analisado pelos médicos, que não deram ordens para a continuação do combate. Desta forma a vitória foi atribuída a Scott Holtzman por KO técnico via paragem médica.

O próximo evento do UFC é a Fight Night Uruguai, cartaz protagonizado pela luta de título entre Valentina Shevchenko e Liz Carmouche.

Foto de Capa: UFC

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários