Anterior1 de 3Próximo

Por ter ficado em segundo lugar, Portugal teve pela frente o vencedor do Grupo C, o Senegal, como adversário para o jogo dos Quartos de Final. Os senegaleses, que apenas perderam o jogo de estreia com a Rússia e depois foram duas vitórias em dois jogos, apanhavam a seleção portuguesa que só tinha um objetivo em mente: chegar à final. Portugal queria então ultrapassar este primeiro obstáculo da fase a eliminar deste Mundial no Paraguai.

MAUS INÍCIOS? ESTAMOS JÁ HABITUADOS

O período começou de maneira muito aborrecida e não podia ter havido um pior arranque para os portugueses. Os senegaleses vinham muito mais focados no jogo e conseguiram mesmo marcar o primeiro golo da partida. Mamadou Sylla começou a jogada e combinou bem com Raoul Mendy, que devolveu ao mesmo Sylla. Depois, o número cinco fez um remate potente, que ainda embateu na barra, e fez o golo que inaugurou a partida (1-0).

Depois de duas grandes defesas de Al Seyni Ndiaye, o guarda-redes do Senegal já não conseguiu parar a terceira tentativa portuguesa. O início da jogada foi feito por Bê Martins, que conseguiu encontrar na ala esquerda Jordan Santos. Depois o Melhor do Mundo rematou de primeira a bola e conseguiu empatar o jogo (1-1) e que bem que este golo chegou para as cores portuguesas.

Jordan Santos foi quem iniciou a recuperação portuguesa para conseguir um lugar nas meias finais
Fonte: FIFA Beach Soccer World Cup
Anúncio Publicitário

Portugal ia tendo muitas dificuldades para conseguir chegar com perigo à baliza de Ndiaye e o Senegal na primeira brecha que via rematava, mas com muito perigo. Era o aviso muito vincado e havia motivos para estarem muito atentos a esta equipa senegalesa.

ESTA EQUIPA SABE APROVEITAR OS MOMENTOS DO JOGO

O que podemos dizer sobre este período? É mais fácil resumir assim: grandes defesas de Ndiaye, bolas ao poste de um lado e de outro, dois golos inesperados de Portugal e muito mais houve para contar. Um ritmo muito baixo visto ao longo de toda a partida e foi o que se viu neste segundo período por parte dos dois conjuntos.

No meio de tudo isto, houve uma grande infelicidade para o Senegal e ainda bem para as cores portuguesas. Lansana Diassy estava no sítio certo para conseguir tirar a bola para fora da sua grande área, mas acabou por ser para o lado que não queria. A bola embateu no tornozelo do jogador senegalês e acabou por entrar na sua baliza. Grande infelicidade para o Senegal, que até estava a fazer uma boa partida.

A faltar 2.03′ para o fim do segundo período, houve novo golo português. O guarda-redes português Elinton Andrade foi rápido e perspicaz a lançar o contra-ataque, que acabou em Bê Martins, o número oito português conseguiu receber bem a bola e depois encontrou o irmão Leo do outro lado. O número 11 só teve de encostar para conseguir fazer o terceiro de Portugal (1-3). Mas que grande contra-ataque por parte da seleção nacional e muitos  louros podemos dar a Andrade!

COM A CABEÇA NAS MEIAS FINAIS JÁ

O jogo estava a tomar um caminho muito agressivo por parte do Senegal e as faltas perigosas iam aparecendo com mais regularidade. Depois de ter sofrido uma falta mais agressiva, Bê Martins encarregou-se de bater o livre e de fazer o quarto golo (1-4), terminando com as dúvidas de quem iria passar para a próxima fase neste jogo. Um livre frontal, no qual o português teve uma grande colocação de bola, e não teve hipóteses Ndiaye, que muito fez durante o jogo todo.

Houve ainda tempo para o Sengeal marcar o seu segundo golo na partida e o último neste Mundial. A faltar apenas três segundos para terminar a partida, Raoul Mendy recebeu, contemporizou, virou e com um grande remate conseguiu deixar pregado ao chão Elinton Andrade com este golo (2-4). Só tenho a dizer que este foi um belo golo e se fosse para ganhar um jogo, que explosão de alegria que seria.

Foi um jogo no qual se esperava muito mais de Portugal, mas que ainda assim conseguiu o objetivo principal. A seleção portuguesa tem de continuar a melhorar muito para que não seja surpreendido por outra seleção na próxima fase. Já o Senegal está eliminado nestes quartos de final, mas deu uma grande imagem frente aos portugueses.

Com o jogo ganho, Portugal já está a pensar no jogo das meias finais, no qual espera agora por um adversário: Uruguai ou Japão. O jogo está marcado para dia 30 deste mês às 21 horas (hora portuguesa).

CINCOS INICIAIS

Senegal – Al Seyni Ndiaye (GR), Ninou Diatta, Raoul Mendy, Mamadou Sylla e Babacar Fall

Portugal – Elinton Andrade (GR), Rui Coimbra, Jordan Santos, Be Martins e Leo Martins

Anterior1 de 3Próximo

Comentários