Ao sétimo dia, depois de acendida a Chama Olímpica, começaram as provas de Atletismo. Tendo em conta que é a modalidade com maior quantidade de atletas portugueses (20), existe uma grande expectativa de bons resultados. Além disso, também temos a oportunidade de ver atletas mais conhecidos e outros que se dão a conhecer ao mundo.

Na estreia dos atletas lusos em pista esteve Lorene Bazolo. A competir nas eliminatórias dos 100 metros, a velocista ficou no 25.º lugar da geral e foi eliminada. De seguida, na qualificação para a final do triplo salto, Patrícia Mamona garantiu a passagem no primeiro salto, mas pior sorte teve Evelise Veiga, que terminou no 19.º lugar e ficou fora do palco das grandes decisões.

Auriol Dongmo, campeã europeia de pista coberta, obteve, logo na primeira tentativa (18,80m), o bilhete de passagem à final de lançamento do peso. No dia seguinte, Irina Rodrigues terminou a participação nos Jogos Olímpicos depois de acabar a qualificação do lançamento do disco em 25.º lugar. Por outro lado, Liliana Cá conseguiu o apuramento e vai estar na final da especialidade.

Anúncio Publicitário

A fechar o segundo dia, terminou o sonho do estreante Carlos Nascimento na prova dos 100 metros masculinos, uma das categorias mais aguardadas. Os 10.37 segundos não foram suficientes para seguir em frente na competição, que foi encabeçada pelo velocista canadiano Andre De Grasse.

Nos dois primeiros serões de competição, já houve espaço para vitórias e muitas surpresas. O pódio do Estádio Olímpico foi inaugurado com a prova dos 10.000 metros, que foi vencida por Selemon Barega, atleta da Etiópia, seguido de dois corredores do Uganda, Joshua Cheptegei e Jacob Kiplimo, prata e bronze, respetivamente.

Já no dia 31 de julho, Daniel Stahl, da Suécia, sagrou-se campeão olímpico do lançamento do disco. A fechar o top 3, esteve o também sueco Simon Pettersson, com a medalha de prata, e Lukas Weisshaindinger, da Áustria, que colocou o bronze ao peito.

A maior surpresa até agora, no Atletismo, veio nos 100 metros femininos. Elaine Thompson-Herah venceu a prova e bateu o recorde Olímpico de Florence Griffith Joyner, que subsistia desde Seul 1988. Na segunda posição, ficou a grande favorita, Shelly-Ann Fraser-Pryce e, com o bronze e a completar um pódio 100% jamaicano, ficou Shericka Jackson.

Nos primeiros dias de agosto, a competição de Atletismo continua. No dia 1, Auriol Dongmo será a representante portuguesa na final do lançamento do peso – a prova começa às 02h35 de Portugal continental. Mais tarde, às 12h20, Patrícia Mamona vai, também ela, tentar dar uma alegria na final do triplo salto.

No dia 2, será a vez de Liliana Cá entrar em pista para a final do lançamento do disco feminino – competição prevista para começar às 12h. Durante os intervalos das provas lusas, existe muito desporto para ver e esperam-se mais surpresas e boas prestações dos atletas.

Artigo revisto por Gonçalo Tristão Santos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome