Não tenho margem de dúvida nem receio nenhum em afirmar a pés juntos que Ljubomir Fejsa é o jogador chave do plantel do Benfica. É o jogador que toma conta do meio campo. É, sem qualquer desrespeito ou desmérito aos outros jogadores, a peça fundamental da equipa. Depois de Matic, nunca houve algum momento em que o Benfica jogasse sem Fejsa e tivesse uma excelente prestação defensiva. Samaris não tem, de maneira alguma, a mesma consistência performativa do sérvio, e apesar de até serem jogadores com atributos e formas de jogar diferentes, o grego simplesmente não tem a mesma qualidade.

Posto isto, também é relevante dizer que Fejsa tem 30 anos de idade. Está indiscutivelmente nos anos de ouro da carreira, mas não tarda as pernas começam a pesar, e provavelmente, tendo em conta o historial de lesões, esse peso pode chegar mais cedo do que esperado. Espero eu que não muito cedo, mas Fejsa pode, eventualmente, deixar de ter a mesma qualidade que agora tem.

Então quem vai surgir para substituir a muralha sérvia? Samaris está em fim de contrato e provavelmente vai-se juntar a outra equipa a custo zero, e mesmo que ficasse, a meu ver, não tinha a qualidade necessária para substituir Fejsa e ter a mesma performance defensiva nas partidas.

Para mim e talvez para muitos outros adeptos benfiquistas, Florentino Luís tem tudo para ser o próximo trinco do Benfica.

É Florentino Luís quem segura o meio campo defensivo pela equipa ‘B’, tal como Fejsa faz pela equipa principal. Ele é a muralha intrespassável do Benfica ‘B’, e para mim será, caso a margem de progresso se venha a verificar, o trinco indiscutível da equipa A.

Florentino Luís tem sido das peças fundamentais da equipa B, e parece ter a consistência que se exige de um trinco de qualidade
Fonte: SL Benfica

É um jogador que tem tudo o que se quer num trinco. Segura bem a bola, faz passes inteligentes que ‘partem’ a defesa adversária, faz cortes de bola fantásticos e sem faltas agressivas, aguenta os jogos completos, é relativamente alto e forte. Com apenas 19 anos já penso que seja uma boa alternativa ao sérvio, que ainda por mais pode lesionar-se a qualquer momento e deixar uma brecha no meio-campo encarnado. Para mim é dos jogadores que provavelmente melhor se vai mostrar ao mundo nos próximos anos, e estamos ainda para ver muito Florentino Luís de Águia ao peito.

Então e se Florentino também for vendido num daqueles negócios ‘da China’ à Benfica? Algo que até pode acontecer, mas que não convinha nada porque temos em posse um jogador de muita qualidade e que pode singrar a nível mundial e perdê-lo tão cedo antes de este se determinar (como aconteceu com Bernardo Silva, por exemplo) era fatal. Apesar de não ser conveniente é uma possibilidade, então o que se tinha que fazer caso ficássemos sem Fejsa e Florentino? Ir buscar outro jogador.

Não me parece que exista outro jogador atualmente no plantel do Benfica que tivesse a qualidade necessária para substituir a titularidade de Fejsa. Até há o ‘Pêpê’ que está emprestado ao Vitória de Guimarães, e que até tem bastante qualidade e margem de progresso, mas penso que não joga com as mesmas características e atributos de Fejsa ou de Florentino. A alternativa a Florentino teria de ser uma compra nova. Mas penso que será mesmo o jovem português a afirmar-se como titular do Benfica nos anos procedentes a uma eventual saída de Fejsa.

 

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários