Glóbulos Vermelhos

Não sou bruxo. Mas por duas vezes me manifestei aqui, anteriormente, sobre a má forma de jogadores do Benfica. Ola John marcou contra o Cinfães (apesar de depois disso ter voltado ao mesmo); Rodrigo também melhorou (muito mais agora, a assinar uma bela exibição contra o Rio Ave); Lima fez dois golos (ao contrário de muitos, parece-me que não fez um grande jogo, mas antes dois belos golos e pouco mais). Mas ainda assim há melhorias. Se faço um por semana para melhorarem todos, mas ninguém acredita muito nisso, até porque para a semana podem ficar em branco e correr tudo mal, mais uma vez. Agora falemos de outro caso: o jovem André Gomes.

Quando surgiu na equipa principal depressa encantou, com maturidade, com visão de jogo, com sobriedade. Atenção, não é um jogador perfeito, tem muito a melhorar, precisa de mais eficácia na velocidade de execução, depois tem de perder o medo de chegar perto da área – fá-lo lindamente na equipa B e nem tanto na A. Mas se pensarmos, como podemos avaliar a sua performance na equipa principal, se este ano, não jogou?

André Gomes no desespero / Fonte: desporto.sapo.pt
André Gomes no desespero
Fonte: SAPO Desporto

Entrou nos descontos para a Champions e agora para a Liga, falhando um derby com o Porto para a 2ª Liga, onde se tem evidenciado como um jogador de grande qualidade e importância. Sempre critiquei a sua utilização constante na equipa B em detrimento da sua possível preponderância na equipa principal. Mas logo agora que o Benfica B defronta o seu rival nortenho, Gomes vai a Vila do Conde para entrar a 30 segundos do final. Numa clara manifestação de falta de respeito por um miúdo com coisas para provar, mas que já demonstrou muito, chegando mesmo a ser convocado para a Selecção A. Mesmo com a lesão de Rúben Amorim, o homem fica de fora e não tem possibilidades de demonstrar o que de bom tem o seu jogo.

Uma estreia na Liga que se dispensava, para nem sequer tocar na bola e acumular um jogo para a estatística. No Sporting era provavelmente titular ou discutia o lugar no onze com André Martins. Aqui pode, muito provavelmente, vir a tornar-se o próximo Miguel Rosa. Parem com isto. Mais vale vender o rapaz para que possa seguir o seu caminho futebolístico que tem tudo para ser grande. É esta entrada na compensação que Jesus entende por motivação? Quem já foi atleta sabe perfeitamente que é tudo ao contrário. É um castigo, daqueles que nos retira vontade e nos faz baixar a cabeça em direcção ao balneário. Esperemos que não saia pela porta dos fundos. Se sair, o Benfica vai-se arrepender, mais uma vez. É a cegueira, eterna, constante.

Comentários