Anterior1 de 3Próximo

sl benfica cabeçalho 2

O Benfica foi goleado pelo Basileia por 5-0, num jogo a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Os ‘encarnados’ iam a Basileia em busca dos primeiros pontos na competição, depois da derrota caseira contra o CSKA, mas não foi desta.

Sem Seferovic no onze inicial, Raúl Jiménez fez parte da escolha de Rui Vitória, que tencionava ‘pôr a carne toda no assador’. Mas foi logo aos dois minutos que os tetracampeões nacionais sofreram o primeiro golo da noite, no primeiro remate do Basileia à baliza do Benfica. Pelo pé direito de M. Lang, estava inaugurado o marcador em St. Jakob-Park.

A equipa de Rui Vitória entrava mal no jogo e isso não viria a mudar ao longo de noventa minutos. O Basileia dominava e não foi difícil chegar ao 2-0. Aos 20 minutos, D. Oberlin deixou a defesa do Benfica para trás e, num remate, estava feito o segundo golo. O Benfica já estava desconcertado e a isso ajudou o lance de Raúl Jiménez com Balanta que deixou o mexicano caído na área do Basileia e a equipa ‘encarnada’ a pedir grande penalidade, mas o árbitro mandou seguir.

Grimaldo e Zivkovic iam tentando cruzar aqui e ali para o ataque, mas a equipa do Benfica não conseguia bater a defesa organizada dos suíços. Tinham passado apenas quatro minutos e o Benfica já pedia novo penálti, desta vez por toque de Lang na bola com o braço. Mais uma grande penalidade por assinalar para os jogadores do Benfica. Até ao intervalo, a falta de capacidade de reação de Pizzi e de Fejsa foi uma constante e os contra-ataques do Basileia multiplicavam-se e iam abalando a equipa de Rui Vitória. Um meio-campo completamente ultrapassado no contragolpe e uma certidão de óbito passada ao Benfica nas bolas colocadas entre os centrais eram os apontamentos a tirar de um jogo sem qualquer qualidade por parte das ‘águias’.

O Benfica sofreu um resultado pesado na Suíçs Fonte: UEFA
O Benfica sofreu um resultado pesado na Suíçs
Fonte: UEFA

A segunda parte não foi melhor e a desgraça ainda estava longe de terminar. O Basileia entrou a pressionar e o Benfica não dava conta do recado. Não demorou muito para que se fizesse o 3-0. O ex-sportinguista Van Wolfswinkel não desperdiçou a conversão de uma grande penalidade, depois de uma falta de Fejsa sobre Oberlin. Foi aqui que tudo desabou sobre o Benfica, com os jogadores desorientadíssimos e de cabeça em água. Aos 62 minutos, André Almeida foi expulso depois de ver um vermelho direto na sequência de uma entrada a pés juntos sobre Petretta. Atitude injustificável do camisola 34, que fez falta sobre o adversário após ter sofrido uma falta não assinalada.

O 4-0 chegava logo aos 69 minutos, por um erro monumental da defesa do Benfica! Pizzi ‘ofereceu’ a bola a Oberlin, Luisão ‘perdeu os rins’ e estava feito o quarto golo, na cara de Júlio César. O Benfica não estava em si e permitiu mesmo um 5-0, num lance atrapalhado na área dos ‘encarnados’. Sorte a do Benfica o jogo estar perto do fim, ou a catástrofe poderia ter sido ainda maior…

Esta derrota copiosa pode vir a deixar mossas para os próximos tempos. Entenda-se que o Benfica não jogou contra um Barcelona, ou um Manchester United, nem um Bayern de Munique. O Benfica jogou contra um Basileia que não vencia há nove jogos! Ainda assim, o Basileia teve oito oportunidades de golo, enquanto o Benfica teve zero, ditando a pior derrota de sempre das ‘águias’ na Liga dos Campeões. Não é coisa pouca! O Basileia soma três pontos e iguala o CSKA, enquanto o Benfica continua sem quaisquer pontos no Grupo A da Liga dos Campeões – liderado pelo Manchester United, com seis pontos – e cai para último lugar, comprometendo a continuidade nas competições europeias.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários