O Sport Lisboa e Benfica já retomou os habituais trabalhos de pré-época de qualquer clube. Jogos amigáveis, treinos abertos, chegada e partida de jogadores e muitos pontos de interrogações sobre o futebol sério que está prestes a começar.

O clube da Luz terminou a temporada passada com resultados pouco positivos e esse final de temporada podia ter sido diferente se, na pré-época, o caminho tivesse sido outro. A pré-época serve para mostrar sinais de bom (ou mau) funcionamento de uma equipa e o Benfica tem de ter em conta que mesmo que os resultados não sejam o que se pretende nesta altura, deve mostrar um futebol que relaxe os seus adeptos para a temporada que se avizinha. Uma boa química entre colegas de balneário, movimentações que mostrem trabalho regular nos treinos, uma amostra de todas as alternativas ao plantel e tudo isto misturado com um único olhar: o da baliza adversária.

Esta pré-época quero perceber se há jogadores que merecem um lugar no onze. Quero saber se a pausa das férias afetou o habitual futebol de Jonas. Quero saber se Luisão tem ainda qualidade para servir regularmente a defesa encarnada. Perceber se temos uma alternativa mais ofensiva para o lado direto da defesa. Saber se a prata da casa é já ouro ou se, pelo contrário, precisa de ser emprestada a outros clubes da primeira liga portuguesa.

Grimaldo pode fazer a última temporada no clube
Fonte: SL Benfica

Será também uma boa altura para, consoante os testes de pré-época, estar atento ao mercado e aborda-lo da melhor forma, tentado sempre oferecer ao mister Rui Vitória uma larga e boa lista de opções de jogadores a utilizar. Ao nível do esquema tático seria importante regressar ao 4-4-2 para perceber se há condições, e interesse, de voltar à tática que tanto caracterizou o Benfica nos últimos anos.

Que seja uma boa pré-época, que acima de tudo dê para o Rui Vitória tirar as melhores conclusões e tomar as melhores decisões para a equipa.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorO regresso de Nani: não há duas sem três… será que desta é de vez?
Próximo artigoDecisão Clássica
O João é benfiquista desde que se lembra. Nascido e criado em Aveiro, com uma experiência de cinco anos de vida em Moçambique, vive em Lisboa desde Agosto de 2015. A acompanhar os jogos do Benfica desde sempre e sem falhar a presença no Estádio da Luz pelo menos uma vez por ano, desde sempre que escreve textos pessoais acerca do Benfica e sobre o futebol em geral. Com coragem para defender e criticar o clube da Luz sempre que for preciso, tem mais interesse pela arte do futebol praticado do que pelas polémicas ou aspectos que mancham o desporto rei.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.