Anterior1 de 3Próximo

O Real SC escorregou na recepção ao Olímpico do Montijo e continua a luta pelos lugares de playoff com o segundo empate consecutivo.

Com três alterações em cada equipa em relação à última jornada, António Pereira lançou Lucas Rex, Abou Touré e Rodrigo Moitas no lugar de Roberto Cunha, David Dinamite e Rui Batalha. Já David Martins jogou com Mosquera, Isaac Boakye e Rúben Ribeiro de início em detrimento de Mpasi, Marcelo Castro e Hélio Roque.

Nos primeiros dez minutos o Real SC mostrou superioridade sobre o Montijo, mantendo a equipa da Margem Sul no seu meio-campo, mas os comandados de Toni Pereira sentiram dificuldades para encontrar o caminho para a baliza defendida por Diogo Arreigota, não surpreendendo que o primeiro remate surgisse apenas aos 12 minutos, quando uma bola longa encontrou Marcos Barbeiro na esquerda do ataque realista, mas o remate cruzado do extremo foi à malha lateral.

Respondeu o Montijo, num livre frontal, mas Pedro Batista atirou à figura de Filipe Mendes.

Após estas oportunidades, o jogo ficou dividido e mal jogado, com dificuldades de parte a parte em manter a posse de bola, muitas faltas cometidas e vários passes longos disparatados.

O perigo só voltou a rondar as balizas aos 22 minutos, quando Filipe Andrade entrou na área, cruzou para a esquerda onde apareceu Hugo Machado, mas  o cruzamento do médio do Real SC para o segundo poste saiu muito alto. Seguiu-se Abou Touré a disparar uma bola perdida no centro da área do Olímpico Montijo, mas o tiro saiu muito por cima.

O Real SC começava a justificar o porquê de ser o terceiro classificado da Série D do Campeonato de Portugal, caindo em cima da equipa do Montijo, que mostrou sempre dificuldades em sair para o ataque, muito devido aos constantes passes longo sem destino aparente.

Porém, os locais nunca conseguiram fazer valer a superioridade ofensiva e poucas vezes rematou com perigo à baliza de Arreigota, não surpreendendo o nulo que se registou ao intervalo.

Houve alguma tensão entre os jogadores no final do encontro
Fonte: Real SC

A segunda parte do encontro trouxe duas equipas bastante moles, com várias faltas a meio-campo e zero perigo a rondar as áreas durante praticamente metade do segundo tempo.

Aos 58 minutos, certamente insatisfeito com a performance da sua equipa, António Pereira lançou Dida e Alex Sousa para os lugares de Abou Touré e Gustavo Cazonatti. Pouco depois foi David Martins a mexer no onze do Olímpico, com Targino a dar o lugar a José Lúcio. Mas as alterações pouco mexeram numa segunda parte sem chama de ambas as partes, com a única oportunidade de real perigo a surgir num cabeceamento de Ibraim Cassamá após um canto, mas a bola saiu muito desviada da baliza do Olímpico do Montijo.

Aproveitando a pouca força ofensiva do Real SC, os montijenses estiveram perto de inaugurar o marcador aos 70 minutos, com Isaac a rematar para um bloqueio da defesa e, na recarga, Beto visou a baliza, mas a bola foi prensada e chegou fácil ao guarda-redes.

O Real SC tentou acordar e passou a chegar com perigo à área do Olímpico, mas com sérias dificuldades em rematar à baliza. Filipe Andrade contou com uma oportunidade soberana para quebrar o nulo, mas o avançado, à entrada da pequena área, atirou torto.

Perante a maior força ofensiva do Real SC, o Olímpico do Montijo tentou fechar o caminho para a baliza de Diogo Arreigota, deixando a iniciativa de jogo para os homens de Massamá mas impedindo os locais de rematar com perigo à baliza. Tentou Hugo Machado num livre frontal, mas o remate forte do médio saiu ao lado da baliza do Montijo, sendo uma das poucas oportunidades de perigo sério do Real.

Após uns longos sete minutos de compensação, onde os comandados de António Pereira continuaram sem conseguir visar a baliza do Montijo, o nulo ficou confirmado, com Filipe Andrade a tentar tirar satisfações a alguns jogadores adversários após o apito final, numa altura de alguma tensão no relvado. Com este empate, o Real SC mantém-se fora dos lugares de play-off, enquanto o Olímpico do Montijo, apesar dos cinco jogos sem vencer, consegue um ponto importante numa deslocação difícil.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Real Sport Clube: F. Mendes, P. Silva, S. Silva, L. Rex, R. Moitas, I. Cassamá, G. Cazonatti (Alex Sousa, 58’), H. Machado, A. Touré (Dida, 58’), M. Barbeiro (R. Batalha, 72’), F. Andrade

Clube Olímpico Montijo: D. Arreigota, A. Gomes, D. Branco, B. Ferreira, P. Batista, M. Pires, B. Mosquera, R. Ribeiro, T. Targino (J. Lúcio, 62’), I. Boakye (J. Gomes, 79’), Beto (Cami, 90’+1)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários