logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Adeus, Custódio. O que se segue?

O SC Braga anunciou esta amanhã que Custódio abandonou o lugar de treinador principal após a derrota contra o Rio Ave FC. Sem qualquer experiência como treinador principal, o português foi o escolhido para ocupar o comando técnico dos arsenalistas, após a saída de Ruben Amorim. Tal como Amorim, Custódio só teria testado as suas capacidades nas camadas jovens do clube, o que surpreendeu os adeptos, pois, nenhum deles detinha a carteira de treinador necessária para treinar no escalão principal escalão do futebol português.

Em mais um teste à sorte, António Salvador viu a sua aposta falhada, parecia claro que o antigo médio não estava preparado para o nível competitivo a que foi sujeito. Após o sucesso exponencial do seu antecessor a pressão foi demasiada e os resultados não corresponderam às expectativas, nos seis jogos à frente da equipa conseguiu apenas dois vitórias o que resultou na perda do 3º lugar no campeonato.

Mas, o campeonato continua e Salvador parece não perder uma hipótese para apostar na “prata da casa”, como tal, Artur Jorge, antigo central que esteve à frente dos juniores minhotos é o quarto treinador apresentado para a época 2019-20. Esta solução, apesar da luta pelo pódio do campeonato ainda estar em aberto, é, claramente, provisória para o que resta da temporada.

A cadeira de treinador dos minhotos é uma das mais apetecíveis da liga, como tal, não parecem faltar candidatos ao emprego. Ficam aqui alguns dos possíveis sucessores.

O Ricardo Rafael é um jovem estudante de ciências da comunicação e adepto do FC Porto. Olha para o futebol sempre com ar crítico e procura ver o melhor do desporto.

O Ricardo Rafael é um jovem estudante de ciências da comunicação e adepto do FC Porto. Olha para o futebol sempre com ar crítico e procura ver o melhor do desporto.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA