spot_imgspot_img

    Rio Ave FC 3-1 CS Maritimo: Bruno Moreira passa com distinção

    A segunda jornada da Primeira Liga marcou o regresso do campeonato a Vila do Conde. Num duelo rico em golos, o Rio Ave bateu o Marítimo e estreou-se a vencer esta temporada.

    Para o primeiro embate caseiro do campeonato, José Gomes apostou em Bruno Moreira na frente de ataque e sentou no banco João Schmidt, titular na ronda inaugural.

    Já do lado da equipa do Marítimo, Cláudio Braga fez jus à máxima e não mexeu na equipa que venceu o Santa Clara na primeira ronda.

    A formação insular até entrou melhor, mas, contra a corrente do jogo, foi a equipa da casa a chegar primeiro ao golo. Nadjack projetou Gabrielzinho na direita e o avançado fez um belo cruzamento para Bruno Moreira finalizar ao segundo poste.

    O golo acentuou a tendência da partida, uma vez que, a perder, o Marítimo subiu as linhas e controlou ainda mais o jogo, sempre com Danny no comando. O internacional português, qual maestro, assumiu a bola e ditava o ritmo dos ataques da sua equipa.

    Já o Rio Ave, com as linhas baixas, procurava sair em contra-ataque, mas definia quase sempre mal.

    Ainda assim, a equipa de Vila do Conde melhorou depois da pausa técnica motivada pelo calor e Gelson Dala, depois de um primeiro aviso, ampliou.

    O jogador emprestado pelo Sporting intercetou um passe de Zainadine já no último terço e, depois de tabelar com Bruno Moreira, empurrou para o 2-0, que se manteve até ao descanso.

    Gelson Dala fez o 2-0 antes do final da 1.ª parte
    Fonte: Rio Ave FC

    Para o segundo tempo, Cláudio Braga reforçou o miolo com Jean Cleber e deslocou Danny para o corredor esquerdo, fixando Joel Tageau no corredor central.

    O capitão do Marítimo continuava a ser a figura central do futebol dos insulares e, perto dos dez minutos do segundo tempo, deixou Correa na cara do golo com um grande passe, mas o disparo do argentino bateu no poste.

    José Gomes tentou proteger a zona central do terreno, trocando Tarantini por Jambor, mas não conseguiu evitar o anunciado golo dos insulares.

    Numa bola colocada na área da equipa da casa, Correa ganha a frente do lance a Buatu e é travado em falta, conquistando uma grande penalidade. Na cobrança, Joel Tagueu enganou o guardião do Rio Ave e reduziu para o Marítimo.

    A perder pela margem mínima os visitantes continuaram em busca do empate, mas perderam Danny que, esgotado, teve de dar o lugar a Ricardo Valente. Já do lado do Rio Ave, José Gomes refrescou o ataque ao trocar Gelson Dala e Gabrielzinho por João Schmidt e Furtado.

    O avançado francês, de resto, precisou de apenas sete minutos para justificar a aposta e, já perto dos 90, assinou o golo da tranquilidade. Num lance caricato, o jogador recém-entrado rematou contra Rúben Ferreira e, numa carambola, acabou por deixar Abedzadeh pregado à relva e sentenciar a partida.

     

    Onzes iniciais:

    Rio Ave FC – Léo Jardim, Nadjack, Buatu, Borevkovic, Afonso Figueiredo; Leandrinho, Tarantini (Jambor), Gabrielzinho (D.Furtado), Gelson Dala (J. Schimdt), Galeno; Bruno Moreira.

    CS Marítimo – Amir, Bebeto, Zainadine, Lucas Áfrico, Rúben Ferreira; Edgar Costa (Cléber), Danny (Ricardo Valente), Fabrício (Everton) , Jorge Correa; Rodrigo Pinho e Joel Tagueu.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Nova chicotada psicológica na Segunda Liga

    Mais um despedimento no segundo escalão do futebol português....

    Cristiano Ronaldo ajuda vítimas de sismo na Turquia

    Cristiano Ronaldo vai ajudar vítimas de sismo que atingiu...

    B SAD já tem novo treinador

    Foi anunciado pelo clube azul. Paulo Mendes, ex-treinador adjunto...

    O incrível golo de André Gomes pelo LOSC Lille

    Este é daqueles para ver e rever. André Gomes...

    Dias de sonho para Ronaldinho: foi premiado e filho assinou pelo FC Barcelona

    Têm sido, certamente, uns dias agradáveis para Ronaldinho Gaúcho,...
    Pedro Paupério
    Pedro Paupériohttp://www.bolanarede.pt
    O Pedro é estudante de Ciências da Comunicação. Sendo um amante de desporto, é no futebol que encontra a sua maior paixão. A análise do que se passa em campo é a sua prioridade e não consegue ver um jogo sem tentar perceber tudo o que vai na cabeça dos treinadores. Idealiza uma cultura futebolística onde a tática e a técnica são muito mais discutidas do que a arbitragem.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.
    Bola na Rede