Anúncio Publicitário

Em jogo a contar para a 23ª jornada da Liga Nos, o Estádio do Bonfim foi o palco o embate entre os dois Vitórias do Campeonato Nacional (o Vitória de Setúbal recebeu o Vitória de Guimarães). O 15º classificado do Campeonato Nacional (Vitória FC) entrou para este encontro com o objetivo de consumar a primeira vitória de 2019, enquanto o sexto classificado (Vitória SC) pretendia levar os três pontos para o Norte do país e repetir o resultado obtido na última jornada (vitória diante do Portimonense SC). No ultimo confronto entre estas duas equipas, nenhuma conseguiu sorrir no final do jogo (empate a uma bola no Estádio D. Afonso Henriques).

Para esta partida, Luís Castro optou por lançar o mesmo onze da última jornada da Primeira Liga (receção ao Portimonense SC). No lado sadino, Sandro Mendes fez três mexidas no onze em relação ao último jogo para a Primeira Liga (deslocação ao Dragão), fazendo entrar Makaridze, Castro e Sekgota para os lugares de Cristiano, Eber Bessa (castigado) e Mendy.

Anúncio Publicitário

Nos minutos iniciais da partida, as duas equipas mostraram-se muito compactas, partindo dos pés de Tozé o primeiro remate do encontro, com a bola a passar ao lado da baliza sadina.

Nos primeiros quinze minutos da partida, apenas se viu a equipa de Luís Castro a querer chegar à baliza adversária, sem conseguir criar grande perigo para o guardião sadino.

Uma primeira parte claramente controlada pelo Vitória de Guimarães, em que a partir dos primeiros quinze minutos se destacou a qualidade dos homens da frente da equipa vimaranense. A dupla Tozé e Guedes bem tentou fazer estragos, mas o homem mais avançado de Luís Castro não conseguiu aproveitar as ocasiões criadas pelo colega de equipa.

Foi dos pés de Sílvio que a equipa da casa conseguiu chegar pela primeira vez à baliza de Douglas, num remate do “meio da rua”.

No entanto, a melhor ocasião dos homens de verde e branco apareceu depois de uma boa recuperação de Nuno Valente. No seguimento da jogada, o médio consegue desmarcar Jhonder, que remata às “malhas” laterais da baliza vimaranense.

A fechar o primeiro tempo, após jogada na esquerda do ataque, Davidson descobre Mattheus Oliveira, com o jogador emprestado pelos leões a conseguir dar a melhor resposta e a inaugurar o marcador da partida. O Vitória de Guimarães foi para o descanso na frente do marcador.

As ameaças constantes de Jhonder à baliza adversária viriam a se recompensadas perto do fim
Fonte: Vitória FC

A equipa sadina entrou para a segunda parte com vontade de dar a volta ao resultado. No recomeço da partida, na cobrança de um livre, Nuno Valente rematou para defesa apertada de Douglas. Ainda antes da equipa de Luís Castro se conseguir recompor, Berto teve uma perdida incrível. Em posição privilegiada, na cara do guarda-redes vimaranense, rematou por cima do travessão, para desespero dos/as adeptos/as.

Depois do perigo inicial causado pela equipa da casa, Davidson, numa jogada individual, consegue “esquivar-se” dos defensores adversários e rematar ao poste esquerdo da baliza sadina.

Na resposta ao “calafrio” causado por Davidson, Nuno Valente rematou de primeira para defesa de Douglas, após cruzamento de Jhonder na esquerda do ataque dos sadinos.

Depois de Castro cobrar um livre na direita do ataque, Douglas defendeu, mas a bola sobrou para Mendy, que fez balançar as redes da baliza vimaranense. No entanto, o VAR foi chamado a intervir pela primeira vez na partida e o golo foi anulado por posição irregular do jogador sadino.

A dez minutos do final do tempo regulamentar, o árbitro Hugo Miguel assinalou castigo máximo a favor dos sadinos. O capitão Pedro Henrique derrubou Jhonder e viu o segundo cartão amarelo e consequente vermelho, depois do atacante sadino entrar na grande área. Na cobrança, o próprio Jhonder repôs a igualdade na partida.

Nos minutos finais, a equipa da casa teve oportunidade para dar a volta ao marcador, mas Mendy não conseguiu cabecear da melhor forma após cruzamento na esquerda do ataque.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Vitória FC: Makaridze; G. Cascardo, V. Fernandes, Artur Jorge e Silvio; Castro (73’ Zequinha), Semedo, Berto e N. Valente; Jhonder e Sekgota (45’ Mendy)

Vitória SC: Douglas; F. Sacko, Osorio, P. Henrique e Rafa Soares; M. Oliveira, Joseph (51’ Teixeira), A. Wakaso e Tozé (81’ F. Venâncio); Davidson e Guedes

Anúncio Publicitário