O Amora FC regressou esta época às provas nacionais e, para já, é uma das equipas-sensação das primeiras jornadas do Campeonato de Portugal Prio, liderando a série D. O clube da AF de Setúbal é um dos clubes históricos portugueses, com três participações na Primeira Liga Portuguesa (de 1980 a 1983) e procura estabilizar-se nas provas nacionais e, quiçá, intrometer-se já esta época na subida à II liga (última participação em 1995).

Passagem nos distritais

A última participação do clube em provas nacionais tinha sido na época 12/13, na extinta III Divisão Nacional. Com a descida aos distritais, seguiram-se 4 épocas (!!) a terminar no segundo lugar, sempre a ‘morrer na praia’. Estava difícil quebrar a malapata, no entanto, esse ciclo foi quebrado em maio da época passada com uma temporada sensacional. A equipa orientada por Élio Santos, que esta época passou a coordenador técnico, não teve qualquer derrota, foi o melhor ataque, a melhor defesa e terminou com mais sete pontos que o segundo classificado, o também histórico FC Barreirense, logrando a tão desejada subida de divisão e o regresso às competições nacionais.

Criação da SAD

No último trimestre da temporada passada, foi aprovada, em Assembleia Geral, a criação da SAD do Amora FC, com um investidor moçambicano, Zuneid Sidat, a ficar com 75%. Com esta medida, o clube não só procura estabilizar financeiramente, como profissionalizar mais a equipa de futebol e olhar para uma subida aos campeonatos profissionais rapidamente.

O Amora tem estado intratável neste arranque de época
Fonte: Amora FC

Regresso às provas nacionais

Depois de quatro épocas a ficar sempre a escassos pontos da subida, o Amora FC aposta numa época tranquila. O objetivo a médio prazo é pôr o clube nas ligas profissionais, no entanto, este arranque de temporada faz os adeptos sonharem com, pelo menos, uma luta pela subida de divisão.

A ambição do clube ficou logo expressa na escolha para técnico principal. Litos, treinador de 51 anos, voltou ao ativo depois de duas épocas de paragem para abraçar este desafio. O técnico, que brilhou como jogador no Sporting CP, já orientou outros históricos do futebol português como o Oriental de Lisboa, o GD Estoril-Praia, o Portimonense SC ou o Leixões SC, somando já várias temporadas a treinar na II liga e duas épocas a liderar na I liga. Para além disso, Litos já conta no currículo com títulos nacionais conquistados em Moçambique (3 supertaças, 2 taças e 2 campeonatos nacionais).

A nível de contratações, foram contratados jovens talentos e jogadores mais experientes, com destaque neste arranque de época para Rúben Fidalgo e Diogo Tavares. O primeiro, veio do SC Olhanense, tem apenas 22 anos e já leva dois golos marcados, enquanto que o segundo tem 31 anos e fez carreira maioritariamente nas divisões secundárias de Itália, tendo uma fugaz passagem no CD Santa Clara. Formado no Sporting CP, já leva quatro golos em seis jogos.

Nas primeiras cinco jornadas da série D do Campeonato de Portugal Prio, o Amora FC derrotou, em casa, o FC Redondense por 4-0, tendo depois empatado a zeros, em Sintra, com o 1.º Dezembro. Seguiram-se três vitórias seguidas sobre o SC Olhanense (2-1), Moura AC (2-0) e CD Pinhalnovense (1-2). Para além disto, eliminou o Louletano DC na Taça de Portugal. Estas vitórias foram todas sobre adversários mais ‘batidos’ na divisão que o Amora FC, o que realmente permite aos amorenses sonhar.

Foto de Capa: Amora FC

Comentários