Ainda não é oficial, mas para lá caminha…o ACDR Coutada, equipa que milita a Pró Nacional do campeonato da AF Lisboa, vai ceder o seu lugar na mesma divisão à equipa do SCU Torreense. Como? Vamos por partes.

Primeiro que tudo, é importante salientar nova rutura entre SAD e clube, que já virou um clichê do nosso futebol. Os responsáveis do SCU Torreense querem separar-se da SAD que gere a equipa profissional, que milita o Campeonato de Portugal, e criar a sua própria equipa, como o Atlético CP ou o CF “Os Belenenses”. Até aqui, tudo “normal”, já que o número de ruturas entre SAD e clube continua a aumentar sem parar.

O Estádio Manuel Marques iria ser utilizado apenas pelo clube
Fonte: SCU Torreense

A novidade é que o SCU Torreense, a equipa do clube, não quer começar da última divisão distrital de Lisboa (são três divisões no total, sendo que eram quatro há apenas um ano atrás), encetando contactos para comprar os direitos desportivos do “vizinho” ACDR Coutada.

Ao efetivar essa compra, o SCU Torreense assume o lugar da ACDR Coutada na Pró Nacional, “atirando” o clube vendedor para a última divisão distrital de Lisboa.

Como referido, ainda não há nada de oficial, mas foi o próprio treinador do ACDR Coutada, no último domingo após um jogo da sua equipa, a admitir e a embandeirar a vontade de o clube vender os seus direitos desportivos. Afirmou que os adeptos deram a legitimidade para a direção fazer o que bem entender em relação a esta questão e revelou que o clube é demasiado modesto para a Pró Nacional, precisando deste negócio para voltar mais forte.

As “Zebras” venceram a Taça de Lisboa a época passada, apos vencer o Atlético CP por 3-2
Fonte: ACDR Coutada

É importante salientar que o ACDR Coutada é o atual campeão da Taça da AF Lisboa e que tinha subido a época passada da Divisão de Honra para a Pró Nacional. Esta época garantiu a permanência sem grandes dificuldades, acabando na oitava posição, o que torna todo este caso ainda mais estranho.

Já o SCU Torreense passaria a ter duas equipas, a da SAD, do Campeonato de Portugal, que, provavelmente iria deixar de jogar no mítico Estádio Manuel Marques, e a do clube, que iria diretamente para Pró Nacional, sendo que não poderia subir, enquanto a equipa da SAD continuasse na divisão acima.

Anúncio Publicitário

Uma história peculiar (mais uma) do nosso futebol, com um desfecho imprevisível e pouco visto nos dias que correm. Pode ser que seja a nova moda do nosso futebol!

 

Foto de Capa: ACDR Coutada