Na passada segunda-feira, realizou-se na sede da UEFA, em Nyon, na Suiça, o sorteio da Liga Europa tendo o SC Braga e o Vitória SC ficado a conhecer os respectivos adversários na 3.ª eliminatória da Liga Europa. Os dois clubes minhotos tiveram o estatuto de cabeças de série no sorteio.

Os arsenalistas jogarão contra o vencedor do duelo entre o Legia Gdansk (Polónia) e o Brondby IF (Dinamarca), já os vimaranenses terão pela frente ou o FK Ventsplis (Lituânia) ou o Gzira United (Malta).

De referir que as duas equipas minhotas têm de vencer não só a 3.ª eliminatória, mas também os play-offs que se seguem. O Sporting CP, vencedor da última edição da Taça de Portugal e terceiro classificado da Liga NOS, tem entrada directa na fase de grupos.

Entre os possíveis adversários que poderiam encontrar nesta 3ª eliminatória aos dois clubes do Minho, penso que os mais difíceis ou, pelo menos, os mais “cotados” calharam ao SC Braga. Importa também referir que ambos os clubes lusos irão disputar a primeira mão fora de casa.

Entre os dois possíveis adversários dos bracarenses, o Brondby é o que tem um historial mais sonante. O clube do subúrbio ocidental de Copenhaga, que na época passada foi quarto classificado da Superligaen, conquistou o campeonato dinamarquês por 10 vezes, venceu sete Taças da Dinamarca e duas Taças Intertoto. Por outro lado, foi o primeiro e único clube dinamarquês a alcançar uma meia-final de uma competição europeia quando, em 1991, apurou-se para a meia-final da anteriormente designada Taça UEFA.

Entre os seus jogadores, merecem destaque os médios alemães Hany Mukhtar (que chegou a pertencer aos quadros do SL Benfica) e Dominik Kaiser e, na frente do ataque, o avançado polaco e capitão da equipa, Kamil Wilczek.

O Lechia Gdansk, apesar de não ter o historial do Brondby, vem de uma época 2018/2019 muito positiva: foi o terceiro colocado Ekstraklasa (principal escalão do futebol polaco) e venceu a Taça da Polónia. A formação polaca conta no seu plantel com o avanço português Flávio Paixão que esteve em grande destaque na época passada: na final da Taça da Polónia frente ao Jagiellonia Bialystok, Paixão fez a assistência para o golo decisivo, concretizado aos 90+6’ por Sobiech. Romário Baldé (ex-Académica) é outro conhecido do futebol português que milita no clube polaco. Merece igualmente destaque o jovem avançado internacional pela Eslováquia, Lukas Haraslin.

O que o Brondby e o Lechia Gdansk têm em comum é que ambos já iniciaram as suas competições internas, ao contrário do SC Braga. Veremos se este factor poderá ou não influir na decisão da eliminatória. Ainda assim, tudo indica que os arsenalistas partirão para esta fase da Liga Europa com inteiro favoritismo.

Pode-se dizer que o Vitória SC foi mais feliz no sorteio: os seus dois possíveis adversários militam em campeonatos muito pouco cotados a nível europeu e por isso a turma de Ivo Vieira é assumidamente favorita.

O FK Ventspils é o vice-campeão e finalista vencido da Taça da Letónia, e ocupa actualmente a quarta posição da Virsliga, a 11 pontos do líder o Riga FC. O Ventspils foi o primeiro clube letão a alcançar uma fase de grupos de uma competição em 2009-2010, tendo ficado, curiosamente, no mesmo grupo do Sporting CP. Na formação letã é de realçar o médio defensivo brasileiro João que veio como reforço a custo zero do Joinville EC (Brasil) e o avançado nigeriano Tosin Aiyegun.

No que concerne o Gzira United, há quem diz que esta formação maltesa chega a esta fase da Liga Europa após eliminar com surpresa o Hadjuk Split (Croácia) com uma vitória fora de casa por 3-1, depois de ter sido derrotado em casa por 2-0, sendo que em Split o Gzira marcou o terceiro golo decisivo a 20 segundos do fim! Ao contrário do campeonato da Letónia, o campeonato de Malta ainda não se iniciou. Na época passada, o Gzira foi terceiro colocado na tabela classificativa.

Na formação orientada pelo ex-jogador Giovani Tedesco destaca-se, desde logo, o avançado senegalês Hamed Koné que bisou em Split, tendo marcado o tal golo decisivo a segundos do fim, mas também o avançado brasileiro Jefferson.

Hamed Koné em destaque no triunfo histórico dos “Maroons”
Fonte: Gzira United FC

Todavia enquanto que o SC Braga tem entrada assegurada nesta fase da competição; o Vitória SC ainda terá de ultrapassar a segunda eliminatória da prova em que medirá forças com o Jeuness Esch já hoje no Luxemburgo para disputarem a primeira mão.

É importante que as duas equipas portuguesas consigam carimbar o respectivo passaporte até chegarem à fase de grupo da Liga Europa, pois a posição portuguesa no ranking europeu também depende – e muito – destes jogos.

Foto de Capa: Liga Europa

artigo revisto por: Ana Ferreira

 

Comentários