Este é uma informação em primeira-mão do Bola na Rede: Vêm aí grandes alterações no Campeonato de Portugal (CP) na próxima temporada. Numa reunião realizada em Espinho, no passado dia 15 de maio, entre a Federação Portuguesa de Futebol e vários clubes do terceiro escalão do futebol português, ficou decidido que o novo canal 11 da Federação transmitirá dois jogos por jornada do CP, além de outros dois encontros poderem ser transmitidos noutro canal, numa situação que ainda está a ser negociada.

Os contratos entre os clubes e os jogadores sofrerão mudanças, com a redução do salário mínimo na competição de 1,5 salários mínimos para um salário mínimo nos casos de contratos profissionais. A decisão final acerca deste ponto cabe ao Sindicato dos Jogadores, o que pode levar alguns clubes a avançarem para a profissionalização total, que também é um dos objetivos da FPF. Tudo isto além da subida do limite de patrocinadores de cada clube no equipamento para seis. Também as apostas desportivas poderão dar uma receita importante aos emblemas, com os clubes representados a pedirem uma consulta à FPF sobre os valores a receber das apostas.

O CD Mafra sagrou-se campeão do Campeonato de Portugal 2017/2018
Fonte: FPF

O quadro competitivo também sofrerá alterações e englobará mudanças na Taça de Portugal, com os clubes a comprometerem-se a organizar uma comissão de estudo e apresentar uma proposta que possa acabar com os repescados nas primeiras eliminatórias da prova-rainha, além de uma novidade no calendário, com as equipas a passarem a jogar a 22 de dezembro, ao contrário do que estava inicialmente previsto pela FPF, o que faz com que o Campeonato de Portugal pare apenas um fim-de-semana nessa quadra festiva.

As mudanças chegam igualmente ao mercado de verão, onde não só a Federação vai criar um protocolo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, como também coloca em cima da mesa a possibilidade de limitar o número de inscritos por equipa, evitando debandadas dos plantéis ao sabor da entrada e saídas das administrações nos clubes e SAD’s.

Por fim, há agora uma aposta nos meios informáticos como forma de inscrever jogadores e preencher fichas de jogo, com a plataforma Score a ser utilizada para facilitar estes processos por parte dos clubes que participarão no Campeonato de Portugal em 2019/20.

Foto de Capa: Lusitânia de Lourosa FC

Comentários