A CRÓNICA: MAIS UM SHOW DE GONÇALO RAMOS

O Estádio Pina Manique recebeu o jogo da segunda jornada da Liga Pro entre Casa Pia AC e SL Benfica B. Os encarnados procuravam o segundo triunfo seguido e os gansos tentavam a primeira vitória da temporada.

Desde cedo, o SL Benfica B começou a marcar o ritmo do jogo. Dois remates perigosos de Vukotic e Gonçalo Ramos iriam ser representativos da toada de toda a primeira parte.

Logo aos 17’ minutos, uma boa jogada de envolvimento dos encarnados terminou com um remate de primeira de Gonçalo Ramos, que só parou no fundo das redes.

O domínio da equipa B das águias continuou. O segundo golo apareceu aos 22 minutos. Bom cruzamento de Tiago Araújo para Luís Lopes receber dentro da área. O avançado português serve Gonçalo Ramos, que, de fora da área, envia um autêntico míssil indefensável para Van der Laan.

Anúncio Publicitário

O terceiro e último golo da primeira parte surgiu na sequência de um livre de Vukotic. O montenegrino cruzou para a área e a defesa dos gansos não aliviou de forma adequada, permitindo a Luís Lopes receber de forma isolada e voltar a fazer abanar as redes.

O máximo que o Casa Pia AC conseguiu foi obrigar Fábio Duarte a fazer uma grande defesa na sequência de um canto, já perto do final da primeira metade. Primeira parte totalmente encarnada. O domínio foi evidente e constante.

Na segunda parte, o ritmo de jogo foi significativamente mais baixo. Os encarnados continuaram a dominar a partida, mas com menos oportunidades de golo. Só com as substituições é que o jogo animou. Ao minuto 68’, o recém-entrado Tiago Dantas, num lance de insistência, conseguiu servir Tiago Araújo, que, com pouco ângulo, fuzilou a baliza do Casa Pia AC.

Aos 75 minutos, Djoussé foi rasteirado dentro da área por Morato. David Silva apontou para o castigo máximo. O próprio Djoussé assumiu a grande penalidade, mas Fábio Duarte negou-lhe o golo.

Aos 87’ minutos, Ronaldo Camará tabelou com Gonçalo Ramos e rematou com grande estilo para o fundo da baliza. Gonçalo Ramos fechou a contagem a 6-0 já aos 93′. Jogo em ritmo de treino para equipa do SL Benfica B. Com objetivos desportivos fixos, esta equipa B é das favoritas à conquista do título.

A FIGURA

Fonte: SL Benfica

Gonçalo Ramos – Mais uma grande exibição de Gonçalo Ramos. Três golos, uma assistência, excelente no envolvimento com a equipa e muito reativo no momento da perda de bola. Já merece jogar num patamar mais alto… Exibição irrepreensível.

O FORA DE JOGO

Fonte: Casa Pia AC

Defesa do Casa Pia AC – O setor defensivo da equipa dos gansos deixou sempre o SL Benfica muito confortável no jogo. Inúmeros foram os alívios deficientes, faltas desnecessárias e más abordagens. É preciso melhorar muito.

XI INICIAL: CASA PIA AC

Van der Laan (4)

Alex (4)

Zach (5)

Kelechi (4)

Sousa 4()

Vitó (5)

Christian (4)

Romeu Ribeiro (4)

Choi (4)

Malik (6)

Bonani (5)

 SUBS UTILIZADOS

Miguel Tavares (2)

Sam SIlveira (4)

Djoussé (3)

Sávio (-)

Martins (-)

 

ANÁLISE TÁTICA: CASA PIA AC

A equipa de Filipe Martins alinhava num 4-4-2, com Malik como a referência mais central e Vitó no apoio ao Ponta de lança. Romeu e Christian formavam o duplo pivot. Na construção, a equipa alinhava num 4-3-3, com Vitó a juntar-se ao duplo pivot do meio campo. Os gansos raramente saiam curto, procuravam sempre a profundidade dada por Malik.

XI INICIAL: SL BENFICA B

Fábio Duarte (8)

Frimpong (6)

Pedro Ganchas (7)

Morato (7)

João Ferreira (6)

Gonçalo Ramos (10)

Rafael Brito (7)

Vukotic (7)

Tiago Araújo (8)

Luís Lopes (8)

Jair Tavares (5)

SUBS UTILIZADOS 

Tiago Dantas (6)

Paulo Bernardo (6)

Ronaldo Camará (7)

Tomás Araújo (5) 

ANÁLISE TÁTICA: SL BENFICA B

A equipa de Renato Paiva apareceu no habitual sistema de 4-4-3. No meio campo, Rafael Brito era o pivot mais fixo, Vukotic o jogador mais de ligação de setores e Gonçalo Ramos na chegada à área, descaindo para a esquerda. A defender, a equipa fechava num 4-1-2-3. A equipa encarnada procurava tocar a bola rapidamente e sair a partir da defesa. No entanto, a exploração das costas da defesa do Casa Pia esteve sempre presente.

BNR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

SL BENFICA B

BnR: Mister, o Fábio Baptista fez a sua estreia na equipa B, e logo numa posição que não é habitualmente sua. É uma opção para manter ou foi uma situação de um só jogo?

Renato Paiva: O Fábio, antes de chegar ao Benfica, jogava como extremo, mas, atualmente, é lateral direito. As dinâmicas são semelhantes… obviamente, uma delas com mais preocupação defensiva. O Fábio é uma das nossas esperanças na lateral direita, mas hoje o jogo pediu-me que o colocasse a extremo. Queria dar minutos ao Fábio, mas não queria retirar o João Ferreira, que não fez um bom jogo.

CASA PIA AC

BnR: O que retira de positivo deste jogo, apesar da derrota pesada?

Filipe Martins: Temos muito pouco tempo de trabalho, não sendo isto uma desculpa. A equipa vai crescer e vamos atingir os nossos objetivos. Confesso que ainda nem trabalhámos o processo ofensivo, temo-nos preocupado em trabalhar a forma como defendemos. Depois de sofrer golos, fica tudo mais difícil. Tenho visto a entrega nos treinos e isso dá-me certezas sobre a evolução futura da equipa.

Artigo revisto por Mariana Plácido