Cabeçalho Futebol NacionalO percurso do Tondela nos últimos anos, no futebol português, tem sido verdadeiramente fascinante. Ainda há pouco tempo a equipa beirã lutava na 2.ª Divisão B do futebol português, anos volvidos, está a disputar lugares a meio da tabela da Primeira Liga. Mas vamos por partes.

O Tondela sobe à Primeira Liga corria o ano de 2015, pela mão de Quim Machado depois de três temporadas consecutivas na Segunda Liga. A partir daqui já se vê que o percurso do clube tem sido ascensional, pautando-se pelo equílibrio e pela coesão de um projeto verdadeiramente apaixonante no futebol português. Mais apaixonante ainda é falar das duas últimas temporadas da turma beirã. A equipa de Viseu conseguiu, por duas vezes, um feito inacreditável. Se há dois anos, com Petit, poucos pensavam ser possível a manutenção, na temporada anterior ainda menos, só mesmo os ferverosos adeptos tondelenses. A verdade é que a equipa de Tondela tem-se mantido, ainda que com dificuldades, na Primeira Liga.

Depois do apaixonante percurso da temporada passada da equipa auriverde já com Pepa ao comando houve uma renovação da confiança da direção do clube no antigo jogador do Benfica. Afinal Pepa havia conseguido um feito extraordinário- o da manutenção- mas mais que isto tinha conseguido colocar o Tondela a praticar um futebol mais atrativo, mesmo com individualidades de menor dimensão em relação a outros clubes da Primeira Liga.

Ainda que seja relativamente cedo para podermos tirar conclusões definitivas, podemos tirar algumas ilações olhando apenas para estatísticas. O ano passado por esta altura a turma tondelense, na altura já orientada por Pepa, somava 10 pontos com apenas 13 golos marcados e 33 sofridos, ocupando assim o último lugar da tabela classificativa. Um ano depois, e na mesma altura do campeonato, o Tondela tem 22 pontos com 23 golos marcados e 28 sofridos, ocupando um 10º lugar seguro. Se quisermos olhar apenas a números, podemos concluir que este Tondela é uma equipa que marca muitos mais golos e que por isso mesmo tem conseguido somar mais pontos. Mas a análise focada apenas nos números torna-se redutora. Há que olhar para a equipa do Tondela num todo. A verdade é que desde que Pepa assumiu o comando dos auriverdes tem-se notado muitas diferenças. O Tondela tem sabido aproveitar melhor os espaços concedidos pelos adversários e ainda que não seja uma equipa que jogue, de forma declarada, em posse de bola, é uma equipa que consegue manter a bola e que consegue ligar muitas vezes o seu jogo, mérito de Pepa.

O CD Tondela procura a sua manutenção para permanecer no escalão principal Fonte: CD Tondela
O CD Tondela procura a sua manutenção para permanecer no escalão principal
Fonte: CD Tondela

Mais, este Tondela tem conseguido, já com outra experiência, ser uma equipa muito mais cínica. É comum ver o Tondela a dar pouco espaço, em bloco médio-alto, aproveitando depois os jogadores rápidos que possui na frente de ataque. Murilo, que tem sido um dos destaques da boa época do Tondela, Tomané, um jogador que tem renascido agora com Pepa, Miguel Cardoso e o próprio Pedro Nuno, já no meio campo, têm sido os jogadores em destaque no processo ofensivo do Tondela. Defensivamente, os números mostram também uma equipa mais consolidada. Neste aspeto a entrada no onze do experiente Ricardo Costa com uma maior adaptação do central Yordan Osorio, juntamente com a entrada do lateral Joãozinho, têm sido as razões para o menor número de golos sofridos, sem esquecer também a fenomenal época, mais uma, de Cláudio Ramos. No meio campo, Hélder Tavares e o médio Bruno Monteiro, ambos muitas vezes esquecidos mas muito eficazes, têm sido fundamentais para uma maior segurança na zona à frente da Defesa.

Apesar do plantel da equipa tondelense oferecer garantias para um campeonato mais tranquilo do que os dos anos anteriores, será necessário a entrada de um ou dois jogadores para o ataque e para o meio-campo, de modo a que Pepa possa gerir melhor a sua equipa ao longo do campeonato. O que é certo é que este Tondela está mais próximo do objetivo da manutenção. Será também provável que este Tondela não tenha de esperar até aos últimos minutos do campeonato para saber se poderá permanecer no principal escalão do futebol português ou não. Resta saber qual será o próximo passo do clube do interior nas próximas temporadas.

Foto de Capa: Bola na Rede

Comentários